Restos de Colecção: Cabines Públicas da APT no Rossio

15 de setembro de 2019

Cabines Públicas da APT no Rossio

A sucursal da APT - "The Anglo Portuguese Telephone, C.º Ltd.", com 15 cabines telefónicas públicas, foi inaugurada em Março de 1931, na Praça D. Pedro IV (Rossio) esquina com a Praça D. João da Câmara, em Lisboa, mesmo ao lado do antigo e famoso "Café do Gêlo".



Esta sucursal da APT veio ocupar uma loja anteriormente arrendada à "Vacuum Oil Company" (futura "Mobil Oil"), desde 1927, e que ali vendia produtos como fogões, esquentadores, caloríferos, cadeeiros, etc. da marca. Por sua vez o anterior arrendatário tinha sido a "J. J. Rugeroni" que já vendia produtos desta companhia, - tendo a "Vacuum Oil Company" reservado, para o efeito, as montras 1 e 2 da Praça D. João da Câmara. Esta, por sua vez, tinha substituído a anterior "Rugeroni & Rugeroni, Lda." importadora dos automóveis "Cadillac" e "Rolls-Royce" para Portugal. Esta firma, por sua vez, tinha substituído a anterior "Castanheira & Rugeroni, Lda.", ali, desde 1913 e que já era importadora da "Rolls-Royce" além das marcas de automóveis "Napier" e "La Metallurgique", e dos pneus "Goodrich" e "Fisk".




A  companhia APT - "The Anglo Portuguese Telephone, C.º Ltd." viria, aliás, a aproveitar a decoração tanto interior como exterior, do luxuoso stand de automóveis mandado construir pela firma "Castanheira, Lima & Rugeroni, Lda." e inaugurado em 23 de Junho de 1913.


Por sua vez, o trespasse desta loja tinha sido adquirido, pela "Castanheira, Lima & Rugeroni, Lda." à firma "Alves & Baptista, Lda.", última proprietária da papelaria, livraria e tipografia "Mattos Moreira & C.ª".

Livraria Editora e papelaria "Mattos Moreira & C.ª"


25 de Dezembro de 1879


Talão de "Cabine Publica" em 14 de Junho de 1930

gentilmente cedida por Carlos Caria

Publicidade em 16 de Maio de 1931


Interior da sucursal da APT aquando do "Concurso de Telefone Mistério" em 1931


Interior da sucursal da APT do Rossio reproduzido na revista "Pirilau", estreada no "Teatro Variedades" no "Parque Mayer" em 25 de Junho de 1932


No início de 1945, esta sucursal da APT - "The Anglo Portuguese Telephone, C.º Ltd.", no Rossio é encerrada temporariamente para obras de renovação, interior e exterior, sob projecto do arquitecto Francisco de Assis tendo a respectiva decoração interior ficado a cargo de Pinto Lobo. Viria a ser inaugurada em 8 de Dezembro do mesmo ano.



Alguns cartazes que foram expostos nesta sucursal




Por ocasião da sua inauguração, o jornal "Diario de Lisbôa" descrevia assim as novas instalações:

«Melhorada e modernizada, reabriu hoje a estação de telefones do Rossio, agora com 24 cabines, dotadas de estantes para tomar notas, de cinzeiro, espelho e vidros refractários ao mau hábito de escrever nas paredes. Não foram esquecidos os empregados que ali prestam serviço e que têm vestuários pessoais, cozinha para aquecimento de refeições e serviços sanitários.»

Incluídos no seu programa «Cinco Anos de Trabalho», a APT anunciava no mesmo dia:


«Durante o proximo ano de 1946, a Companhia propõe-se concluir mais as seguintes importantes obras: a nova central automática da Trindade; a nova estação do Campo Pequeno, em construção na Avenida de Berna, para outra central automática; instalar novos cabos entre Lisboa e Cascais, Lisboa e Sintra, e Lisboa e Torre da Marinha; e alargamento e refôrço da sede de Lisboa.»



gentilmente cedida por Carlos Caria

"Telefones" em 1961


A existência desta sucursal, que a partir de 1 de Janeiro de 1968 passou para a propriedade da TLP - Telefones de Lisboa e Porto, E.P." (data da sua fundação), teve uma vida longa até ao primeiro decénio do século XXI, altura em que já a "PT Comunicações, S.A." era sua detentora.

Maio de 2009 (Google Maps)


Viria a encerrar definitivamente e penso que ainda se encontra devoluta.

Agosto de 2018 (Google Maps)


Sem comentários: