6 de setembro de 2011

Paquete “Príncipe Perfeito”

Este paquete após ter sido construído pelos estaleiros “Neptune por Swan Hunter & Higham Richardson, Ltd.” em Newcastle, Inglaterra, foi entregue à “Companhia Nacional de Navegação”  em 31 de Maio de 1961, sendo considerado um dos mais belos e modernos navios da sua época. Os planos de construção do navio foram da autoria do engenheiro naval Rogério de Oliveira. O custo deste novo navio orçou à época em 500 mil contos (2,5 milhões de euros).

                    

Chegado ao Tejo foi visitado pelo Almirante Américo Thomaz, grande impulsionador do regresso de Portugal ao Mar. Na sua viagem inaugural, o paquete rumou á África Ocidental e Oriental. Seria este navio que juntamente com o “Índia” , da mesma Companhia, que tomariam parte na inauguração dos ‘Estaleiro da Margueira’ da “Lisnave - Estaleiros Navais de Lisboa S.A.R.L.” ( ver post  “Lisnave - Estaleiros Navais de Lisboa”  na etiqueta ‘Estaleiros Navais’ ).

                                         
                                                     foto in:
Museu da Marinha

Características:

Tonelagem de arqueação (t.a.b.): 19.393 t
Propulsão: 2 grupos de turbinas a vapor “Parmetrada”. Potência total: 21.000 SHP
Veios de hélices: 2
Comprimento: 190,43 m
Boca (largura): 23,96 m
Velocidade máxima: 21 nós
Capacidade de carga: 4 porões para 10.472 m3 de carga geral, incluindo 628 m3 de carga frigorífica
Passageiros: 1.000, assim distribuídos:
1ª Classe - 200
Turística A - 264
Turística B - 536
Tripulação: 319

                                      

                                      

Tal como o “Infante Dom Henrique”, deve o nome ao facto de, na época (1960), serem celebradas as Comemorações Henriquinas, versadas sobre os Descobrimentos. Baptizado com o cognome de D. João II, o “Príncipe Perfeito” grande impulsionador da epopeia marítima. Sucessor do malogrado paquete “Lisboa”, o “Príncipe Perfeito” foi o maior navio de passageiros da “Companhia Nacional de Navegação”.

                                      

                                      

Dotado com estabilizadores antibalanço (estreia entre nós) do fabricante “Denny Brown”, tinha o casco cinzento claro (como figura de proa, o escudo azul e branco da CNN), chaminé negra e equipado com duas piscinas e ar condicionado. A decoração e ambiente interior denunciavam a origem britânica, com larga utilização de madeira.

         

Na viagem inaugural a África, a 27 de Junho de 1961, escalou o Funchal, São Tomé, Luanda, Lobito, Moçâmedes, Cape Town, Lourenço Marques, Beira e Moçambique.

                                        

                                        

                                        

A sua última viagem, rumo a Angola, ocorreu em Junho de 1975, saindo pela última vez de Lisboa.

fotos anteriores in: Blogue dos Navios e do Mar                             

Depois em Janeiro de 1976, o “Príncipe Perfeito” ficou ancorado em Lisboa. Foi vendido em Abril de 1976 à companhia “Global Transportation Inc.”, do Panamá foi registado como “Al Hasa”, tendo sido convertido em Newcastle em navio-alojamento para 820 pessoas para Damman onde serviu de alojamento a estivadores durante 3 anos.

Em Abril de 1979 o Al Hasa  foi comprado pela companhia “Fairline Shipping Corporation” (Sitmar Cruises, Mónaco), passando a chamar-se “Fairsky”. O navio foi imobilizado em Iteia, Grécia, a 20 de Janeiro de 1980, passando a chamar-se VERA. Em 1982 o armador John Latsis compra este navio  e muda a designação para “Marianna IX” e torna-o como aposentos de peregrinos em Jeddah. Por último é oferecido ao governo grego para acomodação das vítimas do terramoto de 1986, em Kalamata e muda de nome para “Marianna 9”. Depois de imobilizado desde 1992 Eleusis, é vendido para sucata e desmantelado em Alang na Índia em 2001.

                                                                     A última designação, “Marianna 9”

                                             

                                                     Em processo de desmantelamento em Alang, na Índia

                                               
                                                             fotos in: Faro é Faro

Para a elaboração deste artigo foi consultado também o livro: «Paquetes Portugueses», de Luís Miguel Correia, Edições Inapa, Lisboa, 1992

10 comentários:

José Leite disse...

A pedido, e por dificuldades do Sr. José Manuel Costa dos Reis em publicar seu comentário, transcrevo a mensagem que gentilmente me enviou por email

Caríssimo José Leite,

boa tarde.

É meu privilégio transmitir-lhe a satisfação que tive ao navegar nos incontáveis items do seu precioso blog. Bem haja pelo esforço.

Gostaria de introduzir uns comentários alusivos à foto do “ex-Principe Perfeito Mariana IX e Mariana 9 – Já em fase de desmantelamento.

Tentei introduzir o texto mas quando peço para visualizar desaparece. Será que o campo tem algum bloqueio?

De qualquer forma, junto o corpo do citado texto para que, na sua qualidade de administrador e caso não lhe cause transtorno o coloque, pode ser?

Observo com nostalgia a fotografia que documenta o princípio do “REKIEM” desta unidade que pertenceu à Marinha Mercante Portuguesa, inicialmente baptizado com o nome - “Príncipe Perfeito”.

Depois de 40 anos ao serviço, grande parte deles transportando passageiros do então, denominado Ultramar Português, quando vinham de férias - designadas como licenças graciosas “ao Puto”, Metrópole.

A vida a bordo era um sonho. A excelente qualidade do acolhimento era indescritível, os menus das refeições principescamente confeccionadas eram um luxo, descritos em pagelas desdobráveis e com motivos muito interessantes na capa.

Durante a navegação, a programação a bordo era cuidadosamente seleccionada tanto para os adultos como para as crianças. A primeira vez que viajei entre Luanda e Lisboa e sempre com regresso a Luanda, tinha 12 anos, depois já como adulto com 24.

Jamais esquecerei os bons momentos que vivi durante as viagens que fiz no paquete “Príncipe Perfeito”.

Com os meus antecipados agradecimentos,

José Manuel Costa dos Reis

José Leite disse...

Muito agradeço as suas amáveis palavras e o seu testemunho.

Creio que o bloqueio se deverá à origem do envio do seu email e não a este blogue

Mais uma vez muito grato pelas suas palavras

Cumprimentos

José Leite

Rosa disse...

Os meus Pais foram na 2ª Viagem que o Paquete "Principe Perfeito" fez, para Moçambique (Janeiro de 1962). Nessa viagem "eu nasci" os meus Pais comentam que não podiam ter sido melhor assistidos durante a viagem, em todos os aspectos.
Fez 50 anos (Janeiro de 2012)que nasci e fui registada a bordo do Paquete Principe Perfeito, e sei que fui a terceira a nascer nessa viagem. Gostava de saber mais notícias.

Helena Santos disse...

Boa noite
Gostaria de saber se alguem me consegue informar onde posso encontar a lista de passageiros deste navio do ano de 1972.
Onde devo procurar?

O meu mail: helena.toc33076@gmail.com

Paulo Filipe disse...

O meu pais trabalhou como camareiro no Príncipe Perfeito durante 20 anos. Na minha família é o navio dos navios, é o sonho de uma vida.

tomiks disse...

Eu sou Isabel Conceição e fiz três viagens neste maravilhoso paquete, em 1963 e 1966, era o meu navio.

helder pina disse...

O avo da minha esposa trabalhou nesse barco sua alcunha e Ginga e tem 92 anos. Ele recorda com muita saudade os tempos em que percorreu os oceanos a bordo desse paquete.

Helder.pina@gmail.com

Anónimo disse...

BOM DIA
NUNCA VIAJEI NESTES VARIOS NAVIOS, QUE FAZIAM VIAGENS ENTRE A METROPOLE E O ULTRAMAR, MAS POSSO ADIANTAR QUE A MINHA AVÓ, ERA A PIANISTA A BORDO DESTES PAQUETES, O COLONIAL, O STª MARIA, O VERA CRUZ, O PRINCIPE PERFEITO, PERTENCIA À TRIPULAÇÃO.ENTRETANTO JÁ FALECIDA MAS QUE PERTENCEU E TRABALHOU NO CCN ATÉ TUDO SE EXTINGUIR. O SEU NOME ERA MARIA MADALENA FERNANDES.TENHO VÁRIAS FOTOS DE ALGUNS MOMENTOS DAS VIAGENS.

ORLANDO MACHADO disse...

Bom dia
Também tenho algo a comentar sobre o "paquete" Príncipe Perfeito. Com os meus 14 anos de idade, acompanhado pelos meus pais, tive o prazer de fazer uma viagem "de sonho" de Lisboa a Lourenço Marques em Março de 1970. Foi sem dúvida O CRUZEIRO da minha vida. Navio e tripulação classificados com distinção. Deixaram marca: Saudades.
Orlando Machado

Isabel Pinto Leite disse...

O meu pai Antonio Pinto Leite , funcionario da Companhia Nacional de Navegacao contava muitas vezes que tinha ido coma minha mae numa curta viagem inaugural do Principe Perfeito.