Restos de Colecção: Hotel do Toural em Guimarães

4 de dezembro de 2022

Hotel do Toural em Guimarães

O "Grande Hotel do Toural" foi inaugurado em 3 de Outubro de 1886, como "Grande Hotel de Guimarães", no, ainda, Campo do Toural (futuro Largo do Toural), sendo seu proprietário Joaquim José Pereira. Com a sua fachada pombalina, o edifício desenvolvia-se para o quarteirão das traseiras, por cima de uma viela estreita, rematando num pátio de serviço.


1902

A propósito da sua inauguração o jorna "O Commercio de Guimarães" de 4 de Outubro de 1886 noticiava:

«Abriu-se hontem o Grande Hotel de Guimarães, installado no predio 15 a 18 no campo do Toural.
Surprehendem o aceio e limpeza que se notam em todos os compartimentos d'este novo estabelecimento.
Os quartos são amplos, bem arejados e mobilados, e em excellentes condições hygienicas, principalmente os de 1ª classe.
A sala de jantar é esplendida, podendo comportar cerca de 90 pessoas. A meza, elegantemente disposta, é aproximadamente rectangular, e de serviço central e peripherico.
Em quasi todas as salas e quartos ha campainhas electricas.
O proprietario do Grande Hotel de Guimarães o snr. Joaquim José Pereira não se tem poupado a despezas, offerecendo hoje um bello estabelecimento ao publico.»

Em 1902 já tinha mudado de nome para "Grande Hotel do Toural" e de proprietário. O novo proprietário era Domingos José Pires que também era dono do "Hotel Avenida" na estância termal de Vidago. O Largo do Toural também viria a mudar de nome para Praça D. Afonso Henriques.




1907


1913

Este hotel encerrou e reabriu por várias vezes assim como mudou de proprietários, sem que muito do que importante se passou com a monarquia e a república, tenha passado por lá. Manteve a designação de "Grande Hotel do Toural" até ser encerrado em 1926, e reabrir com o novo dono, Paulino Ferreira Leite. Em 1934, este já era proprietário do "Hotel da Penha" (Guimarães) e do "Café Toural" que, entretanto instalara nas lojas e galeria do edifício do hotel.

1934

Em 1939, no guia de "Hotéis e Pensões de Portugal", já aparecia Rodrigo Silva como novo proprietário e designado como "Pensão do Toural". Isto porque a "Comissão Nacional de Turismo", não o reconhecia com a categoria de Hotel, não deixando de referir que tinha «excelente vinho» (antes isso!...). Oferecia 37 quartos e diárias desde 20$00 a 40$00.




Interior do "Hotel do Toural" depois de «ampliado e completamente remodelado»


"Café Toural"


1 de Julho de 1945

Entretanto o "Hotel da Penha", que como mencionei atrás que tinha sido do mesmo dono do "Hotel do Toural", passa para a posse de D. Antónia Teixeira Mendes Duarte, que era igualmente dona da "Pensão Império", também em Guimarães.

"Hotel da Penha"

O mesmo guia de "Hotéis e Pensões de Portugal" de 1939 referia este hotel, com 25 quartos e diárias entre 30$00 e 60$00, da seguinte forma:

«O único Hotel classificado em Guimarães, pelo C.N. de Turismo, montado com confôrto, reunindo todas as comodidades de higiene. Amplo terraço com longes admiráveis para servir refeições, sala de jantar, de visita e recreio. Serviço de 1ª ordem. Ares muito puros. Aberto todo o ano
Estância de repouso. Não se aceitam pessoas com doenças pulmonares.
Recomenda-se em Viana do Castelo a Pensão Aliança.»


25 de Julho de 1937


1 de Julho de 1945

1950

De referir que foi no 2º andar do edifício do ainda "Grande Hotel de Guimarães", que em 19 de Julho de 1889 nasceu o célebre médico, professor e investigador, Abel de Lima Salazar. Viria a falecer no Porto, onde vivia, a 29 de Dezembro de 1946.

Entrada para o Hotel do Toural", com referência ao Doutor Abel Salazar, em Agosto de 1967


"Hotel do Toural" nos anos 50 do século XX


1950


Etiqueta de bagagem


"Hotel do Toural" nos anos 50 do século XX

Hotel, Restaurante, Bilhares e Café, em 1965

Aquando das últimas obras de que foi objecto, creio que em 2013, por parte dos actuais proprietários do renovadíssimo "Hotel Toural" Residencial, de 4 estrelas, foi retirada a entrada pelo Largo do Toural, tendo a mesma sido transferida para o Largo António Leite de Carvalho.

Imagens do actual "Hotel Toural" Residencial de 4 estrelas




fotos in: Memória de AraducaJosé Castelar (Facebook)Fototeca de GuimarãesHemeroteca Digital de Lisboa, Sociedade Martins Sarmento (Hemeroteca Vimaranense), Casa Comum, Hotel Toural

3 comentários:

APS disse...

Mais um magnífico e evocativo poste!
A viela das traseiras do Hotel do Toural era, inicialmente, chamada Viela da Arrochela e mais tarde "dos Caquinhos", do nome de uma tasca do local.
Boa tarde.

José Leite disse...

Grato pelo seu comentário e informação adicional.
Cumprimentos.

Valdemar Silva disse...

Conheci este Hotel em criança, já passaram setenta anos.
Julgo que as fotografias são contemporâneas desse tempo.
Obrigado pelo postal, muito me sensibilizou.
Cumpts.
Valdemar Silva