Restos de Colecção: Pastelaria "Tique-Taque" F

21 de dezembro de 2019

Pastelaria "Tique-Taque"

O Café, Pastelaria, Salão de Chá, Charcutaria e Snack-Bar “Tique-Taque”, localizado na Avenida de Roma, 26-B, e propriedade da firma “A Tentadora, Lda.”, abriu as suas portas em 1957. O seu projecto foi da autoria da dupla de arquitectos Victor Palla (1922-2006) e Joaquim Bento d'Almeida (1918-1997).



Na galeria superior, ficava o bar, com mesas encostadas à janela, por onde entrava luz natural. O termo americano de snack-bar definia um estabelecimento caracterizado por um serviço de refeições rápidas ao balcão, corrido e com cadeiras altas.

Fotogramas do interior da Pastelaria "Tique-Taque" retirados do filme "Rapazes de Táxis" realizado por Constantino Esteves em 1965


A Olaio - Móveis e Decorações, empresa que se distinguia por escolher artistas para desenharem e industrializarem diversos modelos de mobiliário, forneceu os móveis. No caso das cadeiras dos balcões e mesas, foi desenhada a estrutura e suporte e utilizado um assento fabricado em madeira prensada modelo "Pagholz", com representação exclusiva da "Elga, Lda.". A decoração seria ainda enriquecida com um painel da autoria de Júlio Pomar.

Sua localização, na Avenida de Roma, dentro da elipse desenhada


Fotograma retirado do mesmo filme referido anteriormente


A pastelaria “Tique-Taque”, cuja construção ficou a cargo da empresa de construções “R. Touzet Construções Civis” abriu como sucursal de “A Tentadora, Lda.” proprietária da pastelaria com o mesmo nome e localizada na Rua Ferreira Borges, em Campo de Ourique, desde 5 de Fevereiro de 1912, e que ainda hoje existe.


Pastelaria "A Tentadora”, no edifício de gaveto da Rua Saraiva de Carvalho com a Rua Ferreira Borges, em Campo de Ourique


1913


Pastelaria “A Tentadora”


Nota: poderá consultar a história ilustrada deste estabelecimento, neste blog, no seguinte link:  Pastelaria "A Tentadora"

Quanto ao “Tique-Taque” …
«As suas magníficas instalações têm servido para actos de natureza diversa, como recepções a artistas de grande categoria, que neles têm sido homenageados com o esplêndido serviço de pastelaria considerado o melhor de Lisboa.»

                                              1957                                                                                        1958



A pastelaria “Tique-Taque” terá encerrado definitivamente nos anos 90 do século XX. No seu lugar está hoje instalada uma … «loja do chinês», de seu nome “Bazar Chinez Roma”.


“Bazar Chinez Roma”, em imagem retirada do "Google Maps"




fotos in: Arquivo Municipal de Lisboa, Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian (Estúdio Mário Novais), Hemeroteca Digital de Lisboa 

1 comentário:

Anónimo disse...

O design da brochura do snack-bar, mostrado na penúltima fotografia, é também da autoria da dupla Palla/Bento d'Almeida.
Cumprimentos
Gonçalo