Restos de Colecção: Pastelaria “A Tentadora”

Notícias do Blog

Foram actualizados os seguintes artigos: "Livraria Ferin", "Casa Memoria" de Santos Beirão, "Fotocolor" - Fotografia e Cinema e Cinema "Arco Iris". Para aceder rapidamente aos mesmos, consulte a página "Alfabético e Actualizações" em "Índices e Actualizações" // Lembro que a página "Ano ou Data de Inaugurações e Eventos", disponível no menú "Dados Históricos", é actualizada regularmente com novas entradas // Para conhecer as novas funcionalidades e aceder a novas plataformas de informação neste blog, consulte a "Folha Informativa", disponível na barra lateral    //    Para melhor conhecimento destas alterações aconselha-se, igualmente, uma visita, ou revisita, ao "Guia do Blog", disponível tambem na mesma barra lateral

13 de janeiro de 2019

Pastelaria “A Tentadora”

A Pastelaria, Loja de Chá, Papelaria, Tipografia, Tabacaria, e Cervejaria "A Tentadora", foi fundada em 5 de Fevereiro de 1912, na Rua Ferreira  Borges, em Lisboa, por Manuel Lopes Coelho, natural de Pedrógão Grande.

“A Tentadora”

Quanto à sua oferta aquando da sua inauguração…

Esta confeitaria veio ocupar a loja do edifício para rendimento, mandado construir pela firma “João Lela & Irmãos”, sob o projecto de 1908 do arquitecto, artista, e decorador Ernesto Korrodi (1870-1944), suiço que se naturalizou português. Este edifício, situado no gaveto da Rua Saraiva de Carvalho com a Rua Ferreira Borges, em Campo de Ourique, trata-se de um dos edifícios mais emblemáticos deste arquitecto, e o seu primeiro em Lisboa, por evidenciar um elevado grau de ornamentação.

A arquitectura do edifício, cuja construção teve lugar entre 1910 e 1912, integrava-se na nova tendência “Art Noveau” que à época se fazia sentir em Lisboa. Destaca-se a fachada de gaveto com um painel de azulejos entre as janelas do primeiro e do segundo piso. Os vãos são decorados por elementos florais e nas fachadas laterais as janelas e portas são profusamente decoradas, com gradeamentos nas janelas em ferro forjado.

1913

O edifício de “A Tentadora” em construção e já concluído noutra foto de 1941

 

Quanto ao acontecimento político, em 1910, na foto anterior à direita …

Para embelezar a fachada o pedroguense Manuel Lopes Coelho encomendou uma pintura, escolhendo a sua filha Lúcia, de quase 20 anos, para interpretar, ao bom estilo "Arte Nova" uma senhora a tomar chá. Atualmente esta pintura encontra-se preservada no interior do estabelecimento.

                                       Ainda no exterior …                                                         … e já no seu interior

      

Este edifício sofreu alterações em 1941 e depois em 1961 nunca deixando porém de se destacar no bairro, continuando ainda hoje a ser considerado um dos seus símbolos. Anos depois da sua abertura, “A Tentadora”, propriedade da firma “A Tentadora, Lda.” foi trespassado a António Lopes de Mello.

O Presidente da CML General França Borges, junto “A Tentadora” a observar a entrada em funcionamento dos semáforos

Em 1956 a firma “A Tentadora, Lda.” abriria uma sucursal, na Avenida de Roma, 26-B, o Café, Pastelaria, Salão de Chá, Charcutaria e Snack-Bar “Tique-Taque”, projectada pelos arquitectos Victor Palla e Bento d’Almeida. Entretanto esta firma abrira, no início dos anos 60 dos século XX, no gaveto da Avenida Infante Santo, com a Rua de Sant’Ana à Lapa, a “Charcutaria Carrocel”, que mais tarde se converteria num restaurante e snack-bar com o mesmo nome e que se mantem em funcionamento.

“Tique Taque”, na Avenida de Roma

              

“Charcutaria Carrocel” na Avenida Infante Santo

Enquanto o “Tique-Taque” encerrou, definitivamente, nos anos 90 do século XX,  para dar lugar a mais uma «loja do chinês», “A Tentadora” na Rua Ferreira Borges, continua actualmente em funcionamento.

 

fotos in: Arquivo Municipal de LisboaHemeroteca Municipal de Lisboa, Livro “Lisboa Desaparecida” Vol VII, Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian (Estúdio Mário Novais)

1 comentário:

Paulo Trancoso disse...

A Tentadora também teve uma sucursal no Alto de Campokidr dos anos 50 até aos 70 e tal