marquee class Foi reformulado o Guia do Blog disponibilizado na barra lateral - Ao ser redesenhada a barra de menús foi introduzido novo item "Estatísticas Blog"

15 de setembro de 2016

Casino e Theatro Etoile

O “Casino Etoile” e mais tarde “Theatro Etoile”, localizado na Calçada da Estrela, em Lisboa, foi inaugurado em 27 de Abril de 1907, tendo a sua primeira referência publicitária, aparecido logo a 4 de Maio no jornal “Diario Illustrado”.

Cartaz publicitário e anúncio de 4 de Maio de 1907

         

No seu livro “Diccionario do Theatro Portuguez”, Sousa Bastos descrevia assim esta sala de espectáculos:

«N'um terreno que existe no começo da calçada da Estrella, junto à rua de S. Bento, medindo 85 mts  de comprimento e 18 mts. na maior largura, pertencente a Jeronymo José Pereira, edificou A. Vieira da Silva um barracão bem construído e decente para espectaculos animatographicos e folies Bergére.
Passado tempo augmentou o palco para ser utilisado na representação de outras peças, começando n'uma revista, desempenhada por artistas modestos, mas de certo valor, sobresaindo a actriz Henriqueta Veiga, o actor Victor e o tenor Ribeiro.
A inauguração do casino Etoile foi a 27 de abril de 1907. Tem por enquanto pouco scenario de Augusto Pina e Rogério Machado.
Pelos preços baratos que tem, cada sessão de espectaculo pode render 30$000 réis, tendo já feito por dia 100$000 réis.
Tem três plateias com 120 logares cada uma. Ao fundo ha um pequeno balcão com 20 logares. Para beneficios aluga-se por réis 30$000 por dia.»

Carros alegóricos do “Casino Etoile” no desfile do Carnaval de 1907 na Avenida da Liberdade

                                   12 de Abril de 1908                                                                15 de Março de 1908

       

Depois de abandonar a actividade de animatógrafo, reabre em 14 de Julho de 1910, como “Theatro Etoile” propriedade da “Sociedade Artística” com a peça “Os Lazaristas”, protagonizada pelo famoso actor Joaquim d’Almeida (1838-1921) que passaria à reforma em 21 de Dezembro do mesmo ano.

O actor Joaquim d’Almeida na entrada do “Theatro Etoile”

Anos depois o “Theatro Etoile” encerra, e depois de obras de beneficiação, reabre em 30 de Julho de 1915 com a nova designação de “Salão de Variedades”, que terá encerrado definitivamente em 1918.

30 de Julho de 1915

Vistas actuais da entrada pela Calçada da Estrela, 21 e do edifício que terá sido do “Casino Etoile” no pátio interior

 

fotos in: Arquivo Municipal de Lisboa, Hemeroteca Digital

Sem comentários: