Restos de Colecção: Loja "Albino José Baptista" ou Loja "92" F

17 de novembro de 2019

Loja "Albino José Baptista" ou Loja "92"

A loja "Albino José Baptista", mais conhecida e publicitada como loja "92", foi fundada pelo próprio, em 6 de Julho de 1876, na Rua Nova do Almada em Lisboa.



3 de Dezembro de 1893


Esta loja especializada em leques, guarda-chuvas e bengalas, além de outros artigos, era assim definida pelo jornal "A Folha de Lisboa" em 1917:
«Não é preciso ir ao estrangeiro, para ver as mais recentes novidades em tudo que ha de mais belo na ultima moda, basta visitar o antigo e luxuoso 92, o  primeiro estabelecimento no genero que a nossa capital possui; ali se encontra um colossal e variadissimo sortido de artigos proprios da estação, depostos com um artistico gosto que só o seu inteligente proprietario o nosso querido amigo Albino José Baptista, sabe fazer, e captativa com a sua finissima amabilidade, os seus freguezes que continuamente lhe compram os principaes modelos parisienses, como bengalas, chapeus de chuva, sombrinhas de phantasia, e um variadissimo sortido de leques para a proxima estação.
Uma visita ao elegante estabelecimento, é o que recomendamos a todas as pessoas de bom gosto.»

3 de Dezembro de 1912



21 de Maio de 1914


A loja "Albino José Baptista" no ano de 1900 já contava com uma sucursal na Rua do Ouro, 110, em Lisboa. Seria neste mesmo ano que esta casa ganharia uma medalha de bronze e menção honrosa, na "Exposição Universal de Paris".

Sucursal da loja "Albino José Baptista" na Rua do Ouro (dentro da elipse desenhada)


Verso de postal alusivo


Prato-brinde de 1895 oferecido aos melhores clientes


A loja "92"  promoveu umas fichas, que além de publicitarem a casa (meio muito importante e usado na época) eram entregues aos clientes em função do montante gasto em compras e mais tarde trocadas por brindes.

São conhecidas as emissões com o busto da Rainha Victoria (1886 e 1901) e do Kruger (1901).


Em 21 de Novembro de 1908, em sociedade com Sabino Correa Junior  - "Sabino Correa & C.ª" - Albino José Baptista inaugura o "Chiado Terrasse" que viria a ser uma das salas de animatógrafo/cinema mais importantes de Lisboa, onde coexistiriam o cinema, teatro e música.

"Chiado Terrasse" com a publicidade à "92"


Albino José Baptista, foi um dos sócios fundadores da "Empreza Tauromachica Lisbonense", a 23 de Abril de 1891, e que no ano seguinte a 18 de Agosto de 1892, inauguraria a "Praça de Touros do Campo Pequeno" e da qual ficaria concessionária por 90 anos.

Postal tauromáquico de 1915 com publicidade à loja "92"



O jornal "Diario Illustrado" em 7 de Julho de 1907, e a propósito duma corrida de touros a realizar no Campo Pequeno, e em sua homenagem, escrevia acerca de Albino Baptista:
« (...) É uma homenagem de todo e ponto justissima.
Trabalhador indefesso, Albino José Baptista não descansa, quer tratando dos seus acreditados estabelecimentos, quer ocupando-se de assumptos tauromachicos a que elle é um extremo dedicado.
Foi o iniciador e organisador da corrida de 19 de agosto do anno findo, cujo producto reverteu a favor dos toureiros invalidos. Só esse facto é o suficiente para definir o seu diamantino caracter.»

E como “nem tudo são rosas” mesmo entre pai e filho, em 21 de Junho de 1916


Entretanto no início dos anos 20 do século XX, e com a morte de Albino José Baptista, a loja com o seu nome passa a designar-se "Viúva de Albino José Baptista, Lda.".


Não sei quando encerrou a loja na Rua Nova do Almada. Quanto à loja da Rua do Ouro, seria encerrada por volta de 1923 para dar lugar ao "Banco Português do Continente e Ilhas", que seria fundado em 21 de Junho de 1923 e que ali inauguraria a sua sede em 15 de Agosto do mesmo ano. Este edifício, anos mais tarde, aquando da integração deste Banco no "Banco Português do Atlântico"  - fundado em 31 de Dezembro de 1942 - em Março de 1950, passaria para a posse deste último, que ali instalaria a sua sede.

"Banco Português do Continente e Ilhas" no lugar da loja "Albino José Baptista" da Rua do Ouro em 1923


Durante a "Semana dos Artistas" em anúncio de 23 de Janeiro de 1928


Quanto à loja-mãe na Rua Nova do Almada, não sei quando terá encerrado definitivamente. Sei que o prédio onde estava foi atingido pelo grande incêndio do Chiado de 25 de Agosto de 1988 e teve de ser reconstruído. Por outro lado a firma "Viúva de Albino José Baptista, Lda." só foi dissolvida e liquidada em Outubro de 2014, tendo como último domicílio da sua sede a Rua dos Correiros, 71-2º andar. A sua última actividade declarada (CAE) foi: «Retalho de vestuário para adultos, em estabelecimentos especializados».

Actualmente o número 92 está reduzido a uma pequena loja de arquitectura e decorações


Sem comentários: