5 de junho de 2010

Cais da Rocha de Conde d’Óbidos

A rocha de Conde de Óbidos assim denominada por estar próxima do palácio daquele fidalgo como se poderá observar neste quadro de Alfredo Keil.

                             

Na foto seguinte a ponte levadiça que dava acesso ao Cais da Rocha. Depois desta passagem ser alargada para permitir a entrada de navios de maior porte esta ponte foi substituída por outra que rodava em 90º.

                             

                                                                Foto da mesma época

                             

                                      Em 1940. Movimento de embarcações já dentro da doca

                             

Nesta foto de 1952 podem-se ver 3 paquetes da Companhia Colonial de Navegação : Pátria (1947-1973), Vera Cruz (1951-1973) e Mouzinho (1929-1954) este último dentro da doca. Esta companhia utilizava este cais em regime de exclusividade

                             
Foto in: "Ships & the Sea - Blogue dos navios e do mar."

Se ampliar esta foto poderá avistar a ponte giratória de que falei na 2ª foto

Em 1948 a Gare Marítima da Rocha de Conde D’Óbidos, projectada por Porfírio Pardal Monteiro é Inaugurada

                             

Esta Gare Marítima da Rocha Conde D´Óbidos foi inaugurada em 1948, e foi projectada pelo Arquitecto Pardal Monteiro em 1934. À semelhança da outra Gare Marítima de Alcântara, construída em 1943, também neste se encontra um salão Almada Negreiros, com painéis da sua autoria, apresentando cenas alusivas à vida no cais.

Na foto seguinte 1 das docas dos estaleiros navais da empresa C.U.F. instalado na Rocha de Conde D’Óbidos. Estes estaleiros tiveram início em 1937 com a denominação de C.U.F. -Estaleiros Navais de Lisboa

                              
Foto in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

Nesta foto 2 navios de pesca a vapor “Alcatraz” e “Liberal Primeiro” .O foi 1º construído para a Companhia Portuguesa de Pescas, pela firma escocesa J. Duthie Torry S.B. C.º, em 1924. Estes estaleiros - em 1961 - adoptaram a designação para Lisnave - Estaleiros Navais de Lisboa ao mesmo tempo que se expandiam para Almada construindo os Estaleiros da Margueira um dos maiores e melhores do Mundo na época. (ver post de 29/09/2009).

Sem comentários: