25 de julho de 2009

Sport Lisboa e Benfica

A fundação do grupo Sport Lisboa teve lugar em 28 de Fevereiro de 1904 na Farmácia Franco em Lisboa, local onde viria e funcionar a sede deste clube nos primeiros tempos. O seu primeiro presidente foi José Rosa Rodrigues.

A estreia do clube, ainda que num simples jogo de treino deu-se a 1 de Janeiro de 1905, o qual foi disputado nas Salésias, em Belém, contra o Campo de Ourique e o terminou com uma vitória do Sport Lisboa por 1–0

                                                           Foto da sua 1ª equipe da Futebol em 1906
        
                                        

Na época 1906/1907 iniciou-se o “Campeonato de Lisboa”. Nessa primeira edição participaram o Sport Lisboa, o Carcavelos, o Lisbon Cricket, e o Internacional. O torneio foi ganho pelo Carcavelos, tendo o Sport Lisboa ficado em segundo lugar.

Entretanto a 26 de Julho de 1906 é fundado um outro clube em Lisboa – o Sport Clube de Benfica. Em 1908 este é um pequeno clube recém formado, do qual também são sócios alguns dos fundadores do Sport Lisboa, entre os quais Cosme Damião. Este é um clube dedicado a algumas modalidades, especialmente ao ciclismo. Este tem um grupo de apoiantes bem mais pequeno que o Sport Lisboa, contudo tinha algo de muito valioso - um campo de futebol, ainda que arrendado, o campo da Feiteira.

Assim, em assembleia geral, o Sport Lisboa aprova a junção ente os dois clubes. Esta fusão foi protagonizada sobretudo por Cosme Damião e Felix Bermudes por parte do Sport Lisboa e por Luis Carlos Faria Leal e António Sobral, por parte do Sport Benfica. A partir desta data o clube passou a chamar-se Sport Lisboa e Benfica, tal como é conhecido nos dias de hoje.

                                                                Campo de futebol do SLB nas Amoreiras 
      
                                       

O Estádio das Amoreiras foi inaugurado a 13 de Dezembro de 1925 num ambiente de festa com 15 000 adeptos nas bancadas. No jogo de apresentação do Estádio o Benfica jogou contra o Casa Pia e acabou por perder por 3–1. A compra e construção de um estádio foi uma operação arriscada que pôs o clube debaixo de grandes dívidas e sem margem de manobra para fazer outros investimentos, nomeadamente a nível desportivo.

O jogo de despedida do Estádio das Amoreiras foi realizado contra o Barreirense a 23 de Junho de 1940, o qual o Benfica venceu por 5 – 2. O jogo inaugural do Estádio do Campo Grande foi jogado a 5 de Outubro de 1940 contra o Sporting e também aí o Benfica saiu vitorioso, desta vez por 3–2.                                                                          

                                                           1955 SLB

A 14 de Junho de 1953 iniciou-se a construção do novo Estádio do Benfica, o que ficou a cargo da construtora Alves Ribeiro. O estádio, designado então Estádio da Luz foi inaugurado a 1 de Dezembro de 1954 num jogo amigável contra o Porto, no qual o Benfica perdeu por 3–1.

                                                                  Dia da inauguração do Estádio da Luz

                                     

                                                                        Antigo Estádio da Luz em 1958

                                            

                                

O estádio foi inaugurado com uma capacidade para 40.000 adeptos, em dois anéis completos, mas o continuado êxito desportivo do Benfica durante os anos 1950 e, especialmente, 60 (os "anos de ouro"), a necessidade de aumentar a capacidade tornou-se evidente.
 
A primeira fase de construção do famoso "Terceiro Anel" foi concluída em 1960, e incrementou a capacidade para 70 000. A iluminação artificial havia sido introduzida em 1958.

                                
 
O "fecho" do terceiro anel foi concluído em 1985, passando a capacidade oficial do estádio para 120.000. Dada a inexistência de lugares individuais até meados dos anos 1990, este número foi mesmo ultrapassado em algumas ocasiões. O "jogo do título", realizado frente ao F.C. Porto a 4 de janeiro de 1987, teve uma assistência estimada de 135 000 espectadores, a semi-final da então Taça dos Campeões Europeus contra o Marselha em 1990 com cerca de 130.000 espectadores e a final do Campeonato Mundial de Júniores de 1991, entre Portugal e Brasil, teve uma assistência oficial de 127.000 espectadores.

A introdução de assentos individuais, em meados dos anos 1990, reduziu a capacidade do estádio para cerca de 78 000.


                                

Foi também no ano de inauguração do Estádio da Luz que custou 12.000 contos (60.000,00 €), que o Benfica adquiriu o seu primeiro autocarro para transportar a equipa e que tinha pertencido ao famosíssimo grupo liderado por Igrejas Caeiro "Os Companheiros da Alegria". Este era um autêntico veiculo de luxo, o qual incluía bancos reclináveis, sistemas de som, mini-cozinha, casa de banho. Permaneceria no clube por nove anos até ser adquirido um novo.

                                  Autocarro do SLB da marca «Somua», em 1954 (Ex- Companheiros da Alegria)

                                       

Texto baseado na história do SLB no site: Casa Benfica ao qual desde já agradeço.

2 comentários:

Hélio Manuel Coelho Matias disse...

Boa noite.
Estive na inauguração da "Antiga Catedral" e possuo um postal editado para angariar fundos para o Estádio.
Se desejar posso digitalizá-lo.

José Leite disse...

Boa tarde

Se mo puder facultar muito agradeço.
Grato pela sua disponibilidade

Cumprimentos
José Leite