Restos de Colecção: Anuário Comercial de Portugal

10 de outubro de 2020

Anuário Comercial de Portugal

A famosa publicação "Annuario Commercial de Portugal", começou a ser composta e impressa na "Empreza Typographica do Annuario Comercial, S.A.R.L." fundada em 1880 por Manoel José da Silva e sob a direcção de Caldeira Pires. Instalar-se-ia em 1904, em anexos ao Palácio Foz, e torna-se então uma das melhores e mais bem apetrechadas do País. A entrada fazia-se pela Praça dos Restauradores com entrada entre o "Eden Teatro" e o palácio, ou pela Calçada da Glória.



Edição de 1898



Área ocupada pela "Empreza Typographica do Annuario Comercial"

A seguir publico um pequeno apontamento publicado no jornal "Occidente" de 20 de Julho de 1909 onde além duma breve resenha histórica, elucida-nos bem acerca desta publicação.






As maiores empresas tipográficas de Lisboa (e provavelmente de Portugal) eram, no princípio deste século, a "Imprensa Nacional", a "Companhia Nacional Editora", o "Empreza Typographica do Annuario Commercial S.A.R.L." e a "Tipografia Universal" ("Diário de Notícias"). Em 1918, a "Companhia Nacional Editora", a maior oficina tipográfica privada de Portugal, fecha e é vendida em parcelas. Empregava 150 operários, que foram despedidos com três semanas de salário.

O Anuário Comercial, possuidor de boas máquinas de impressão, apenas utilizou máquinas de compor durante algum tempo (adquiridas em 1905 a outra empresa tipográfica, desiludida com elas). Em 1910 ainda funcionavam, mas restritamente. Depois, o Anuário deixará de ter composição mecânica até aos anos 30 do século XX.


1905


1908

1913


1915



Edição de 1908


1915

Excerto do catálogo da "Typographia do Annuario Commercial"


 


1922




Flyer publicitário em 1937

A "Empreza Typographica do Annuario Comercial, S.A.R.L." no início dos anos 40 do século XX, mudou de instalações para Alcântara vindo ocupar o espaço anteriormente utilizado, primeiramente, pela "Companhia de Fiação e Tecidos Lisbonense, S.A.R.L." (1849) seguida da "Companhia Industrial de Portugal e Colónias, S.A.R.L.".

Em 1948 passa a ser propriedade da "Empresa Nacional de Publicidade, S.A.R.L." ("Diário de Notícias"), que tinha sido fundada em 19 de Janeiro de 1928.


1948

              



Sem comentários: