15 de novembro de 2016

Quiosque Tivoli

O “Quiosque Tivoli” , localizado na avenida da Liberdade, em frente do Cine-Teatro “Tivoli”, e propriedade de José B. Cunha, foi inaugurado em 1 de Dezembro de 1934.

  

A propósito da duas primeiras fotos anteriores, de referir que o valor do primeiro prémio da “Lotaria do Natal” de 6.000 contos, publicitado  pelo “Quiosque Tivoli”, foi instituído em 1929 e só mudaria de valor no Natal de 1947, para 8.000 contos.

Valor dos primeiros prémios da “Lotaria do Natal” desde 1921 a 1928:

1921:    600 contos
1922: 1.000 contos 
1923: 1.500 contos
1924: 3.000 contos
1925: 3.600 contos
1926: 4.000 contos
1927: 4.500 contos
1928: 5.000 contos
 

                                           Cautela Brinde de 1939                                                      Anúncio em Maio de 1945

        

Dois anúncios no mesmo dia 1 de Dezembro de 1944

  

 

José Cunha, adquire em 1935, na Rua da Prata uma tabacaria, que a transformará numa sucursal, inaugurada em 08 de Novembro de 1938, com a mesma  designação de “Quiosque Tivoli”. Será neste prédio, no 3º andar, que anos mais tarde será instalada a sede social da firma “José B. Cunha (Herdeiros)“, constituída após a morte do seu fundador.

Sucursal da Rua da Prata, actualmente

             

Nos anos seguintes são criadas as filiais, na Praça da Liberdade na cidade do Porto, na Rua Prior do Crato, em Alcântara, e na Avenida Almirante Reis.

Em 1987, a célebre pintura Maluda, incluiria o “Quiosque Tivoli” numa série de selos alusivos aos quiosques de Lisboa, encomendada pelos CTT. O selo referente ao “Quiosque Tivoli” ganharia o prémio para o melhor selo na “World Government Stamp Printers” Conference, em Washington.

Selo de 20$00 de 1987

                                    2000                                                                                       2012

  

Actualmente

 

fotos in: Arquivo Municipal de Lisboa

2 comentários:

João Celorico disse...

Caro José Leite,
uma pequena correcção. Na imagem do anúncio de Maio de 1944, deve ser Maio de 1945!
Até porque a não o ser o valor "record" dos prémios em Maio seria superior ao valor em Dezembro!

Cumprimentos,
João Celorico

José Leite disse...

Caro João Celorico

Tem razão. Eu é que me enganei ao legendar o anúncio quando o baixei e arquivei.

Grato pela sua chamada de atenção.

Cumprimentos,
José Leite