Restos de Colecção: Ourivesaria e Relojoaria João Velloso Feijó

27 de julho de 2022

Ourivesaria e Relojoaria João Velloso Feijó

A joalharia, ourivesaria e relojoaria "João Velloso Feijó", foi fundada  em 1895 , por João Velloso Feijó (nascido em 1855) na Rua da Prata, 299-303 esquina com os nos. 51-55 da Rua da Betesga, em Lisboa. 



1895

Inicialmente, este estabelecimento era um misto de casa de câmbios, tabacos, loterias, ourivesaria, relojoaria e um café-restaurante - "Café Feijó" - na frente para a Rua da Betesga, 53-55. Como casa de câmbios tinha uma sucursal na mesma rua nos nos 122-124.


26 de Março de 1899


1904


15 de Abril de 1906

Lembro que no século XIX, e primeiras décadas do século XX, era vulgar algumas lojas acumularem vários tipos de negócios, por vezes bem diferentes do principal, com é exemplo parecido com o de João Velloso Feijó, a ourivesaria, relojoaria, confeitaria e pastelaria "José Rodrigues Pires", na rua da Palma e na foto seguinte.

Em 1910, já Velloso Feijó tinha acabado com o negócio dos câmbios, loterias, tabacaria e café restaurante, sendo as suas vastas instalações  passado a servir apenas o negócio de joalharia, ourivesaria e relojoaria.

Nos anos 20 do século XX, já tinha sido constituída a firma "João Veloso Feijó, Limitada" cujos sócios eram seus filhos João Veloso Feijó Júnior (nascido em 1895) e Hipólito Veloso Feijó (nascido em 1890), que em escritura de alteração do pacto social da mesma, em 10 de Agosto de 1943, passou a ter um capital social de 360.000$00, sendo o primeiro o maioritário com uma cota de 260.000$00. Na mesma escritura ficou definido que: «A administração e gerência de todos os negócios da sociedade e a sua representação em juízo e fora dele, activa e passivamente, serão exercidas por ambos os sócios, que desde já ficam nomeados gerentes, com dispensa de caução.


5 de Junho de 1910


Localização da "João Velloso Feijó" nos anos 50 e 60 dos século XX




1931


"João Velloso Feijó" (abaixo da "Nacional Rádio, Lda.") nos anos 60 dos século XX com a "Confeitaria Nacional", fundada em 1829, a seu lado

O sócio João Veloso Feijó Júnior poderá delegar os seus poderes de gerente em seu filho João Veloso Feijó, quando ele se tornar maior por lei ou por emancipação.» Quanto a distribuição de lucros: «60 por cento para o sócio João Veloso Feijó Júnior e 40 por cento para o sócio Hipólito Veloso Feijó.»

Nota: acerca da história da "Confeitaria Nacional", consultar neste blog, o seguinte linkConfeitaria Nacional".


30 de Dezembro de 1950

Por sua vez, o outro irmão Ricardo Velloso Feijó, estabeleceu-se com a ourivesaria e joalharia "Ricardo Velloso Feijó, Lda.", na Rua dos Correeiros, 273 em Lisboa.


1942

"Ricardo Velloso Feijó, Lda.", em 1967 já estava instalada na Praça da Figueira, 2-A.

A "João Veloso Feijó, Lda.", manteve-se na família Feijó até ao seu encerramento definitivo já na primeira década do século XXI, tendo dado lugar a uma loja de pronto a vestir feminino "Zeva Boutiques".


"Zeva Boutiques" actualmente

2 comentários:

Valdemar Silva disse...

Mais um excelente e esclarecedor poste.
Tal como acontece com a morada da Confeitaria Nacional, quem não souber fica na dúvida de estar na Praça da Figueira ou na Rua da Betesga.
Julgo que nestes casos, a morada na Rua da Betesga, assim seria, quando existiam os edifícios da Praça-Mercado da Figueira, a partir de 1951 desde a Rua dos Correeiros até à Rua dos Fanqueiros passou a ter nova numeração como Praça da Figueira, e do lado norte aconteceu o mesmo com a Rua do Amparo.

Cumprimentos
Valdemar Silva

José Leite disse...

Caro Valdemar Silva

Grato por mais este seu comentário.
Corroboro da sua opinião.

Os meus cumprimentos
José Leite