12 de junho de 2010

Lotaria em Portugal (1)

Vou transcrever um texto “ipsis verbis” do site da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que em poucas palavras justifica o aparecimento deste jogo em 1783:

“As dificuldades financeiras levariam a Mesa da Misericórdia e os Hospitais Reais de Enfermos e Expostos a solicitar à Rainha D. Maria I a mercê de lhe ser concedida permissão de instituir uma Lotaria anual "para acorrer com os lucros della às urgentes necessidades dos ditos dous Hospitaes" (Decreto de 18 de Novembro de 1783). Parte dos lucros das lotarias beneficiavam também outras instituições pias e científicas”.

                                       Um bilhete de “Loteria da Misericordia de Lisboa” de 1812

                        

                                    de 1882 da “Loteria da Santa Casa da Misericordia de Lisboa”

                         

       Publicidade à Lotaria do Natal de 1921 no jornal  “Diário de Lisboa” de Novembro do mesmo ano

                        

                                                          de 1938 “Misericórdia de Lisboa”

                        

                                         de 1954 “Lotaria da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa”

                               

                                                                                 de 1965 …

                               

                                                                                     de 1972 …

                                

                                                        Um Bilhete de “Loteria do Porto”, de 1791

                          

No campo dos jogos sociais, surgiu o “Totobola” em 1961 que passou a ser organizado pelo Departamento de Apostas Mútuas Desportivas, da Misericórdia de Lisboa. As receitas líquidas eram repartidas, em partes iguais, pela assistência de reabilitação e pelo fomento da educação física e desporto, o que proporcionaria, à Misericórdia, a criação de um Centro de Medicina de Reabilitação, em Alcoitão (1966), destinado ao tratamento de acidentados e diminuídos motores.

3 comentários:

Senador disse...

Amigo J. Leite,

É curioso, o facto de vir encontrar aqui, uma cautela - 5881 - que foi por mim oferecida há mais de 1 ano, já não recordo a quem.
Ainda bem que,mesmo involuntàriamente, pude "contribuir" - mesmo que tal contribuição seja insignificante - para este espectacular blog.

Afinal... e contràriamente à opinião dos meus familiares, não sou só eu a gostar destas velharias/recordações.

Quaisquer imagens que necessite do meu (pobre!) blog, pode dispor delas, desde que cite a sua origem.

Os meus cumprimentos, e... os meus PARABÉNS!!!

Valdemar

J.Leite disse...

Amigo Valdemar

Considere as "velharias/recordações" como restos de colecção ....
Agradecido pela disponibilidade do seu blog, que de pobre não terá nada certamente, pois o que realizamos sem interesse comercial e apenas com o intuito de divulgar e partilhar cultura e conhecimentos, nada de pobre tem mas sim meritório e louvável.
Grato pelas suas amáveis palavras em relação a este blogue
Cumprimentos
José Leite

Vitor disse...

Engraçado, também tenho uma extracção do nº5881, também oferecida pelo Amigo VALDEMAR!!

A minha é a nº8 e a da imagem é a nº9, estando a a da imagem em melhor estado de conservação que a minha.

Cumprimentos

VITOR SANTOS