17 de julho de 2018

“Casa da Laura” em Cascais

O restaurante, casa-de-chá e pastelaria, “Casa da Laura - Pastelaria Almeida” localizada nas Avenida da República e Rua Tenente Valadim, em Cascais, terá aberto as suas portas em 1924, segundo o jornal “O Século” de 30 de Setembro de 1934.

                                               1943                                                                                            1945

      

Propriedade de Hermenegildo Cândido de Almeida, a “Casa da Laura” viria a ocupar um chalet que pertencera à família Marcondes, e que terá sido construído durante a primeira década do século XX, mesmo ao lado do chalet de Joaquim da Silva Leitão, também conhecido por “Chalet Leitão” cuja construção tinha sido concluída em 1902 e que ainda existe. Na altura o “Chalet Marcondes” ocupava o último terreno entre a, então, Avenida D. Carlos I e a rua paralela a Norte, de seu nome Rua Tenente Valadim, na qual tinha a entrada principal. Mais tarde, seria o chalet do Conde de Monte Real a fechar a série de chalets na Avenida D. Carlos I, que após a implantação da República viria a chamar-se Avenida da República, voltando décadas mais tarde á sua toponímia original que ainda hoje mantém.

Na elipse desenhada o “Chalet” Marcondes” onde se instalaria o restaurante “Casa da Laura”. A seu lado o “Chalet Leitão”

Publicidade em 1933

                  

                                            1934                                                                                             1935

        

“Casa da Laura” na revista “Século Ilustrado”

A “Casa da Laura” foi um restaurante e casa-de-chá de elevado prestígio durante décadas que, em 1943, a revista “Panorama” sucintamente descrevia juntamente com a sua envolvente paisagística:

«Lá fora, na grande avenida que acompanha os paredões escuros da Cidadela, há sol. Na baía, barcos e gaivotas que trazem nas azas o ar salgado do mar. Em frente, manchas verdes de pinhais e pinceladas vermelhas de telhados, nesgas coloridas de vivendas, espreitando.
Sabe bem parar aqui, nesta avenida debruçada sôbre a baía. Tomemos chá na Casa da Laura, onde nos aguarda um interior cuidado e claro, arranjo ornamental «signé» S.P.N.: - uma chaminé acolhedora a desfiar-nos para o inverno, candeeiros de ferro forjado, flores frágeis e, na parede, uma graciosa pintura de Manuel Lapa.»

“Casa da Laura” na revista “Panorama”, em 1942

 

Não sei que ano encerrou, mas terá sido nos finais dos anos 70 do século XX. No início dos anos 80 do século XX já tinha sido construído um novo edifício no lugar do anterior, e nele se tinha instalado o bar e restaurante de luxo “Baluarte”, que ocuparam o rés-do-chão e loja respectivamente. Depois deste, vários restaurantes já ocuparam as mesmas instalações.

“Casa da Laura” durante o desfile em honra da “Senhora dos Navegantes”, em 1974

fotos in: Arquivo Municipal de Cascais, Rua dos Dias que Voam, Hemeroteca Municipal de Lisboa

Sem comentários: