20 de fevereiro de 2018

Hotel Bragança

O “Hotel Bragança”, localizado na Rua do Alecrim, em Lisboa, terá iniciado a sua actividade, como Hotel, em 1924, pelas mãos do brasileiro, Mario Xara Brazil. Não confundir este Hotel com oBraganza Hotel na Rua Victor Cordon e encerrado definitivamente em 1913, e cuja história pode ser consultada neste blog, no seguinte link: Braganza Hotel

“Hotel Bragança”

 

Hotel Bragança.1

Escrevi «iniciado a sua actividade, como Hotel» já que começou por ser uma pensão de seu nome “Pensão de Família”, que ter-se-á instalado por volta de 1910/1913 neste edifício, e em 1924 já era o “Hotel Bragança”, passando a ocupar todo o edifício, à excepção do piso da entrada pela Rua do Alecrim que era ocupado pela agência de navegação a “Liverpool Brazil and River Plate Steam Navigation Company, Limited”.

Edifício ainda sem a “Pensão de Família” instalada, em foto de 1906

Já com o letreiro de “Pensão de Família”

Nota: Apesar de já ter abordado superficialmente a existência do “Café-Restaurant Royal”, no piso térreo do edifício da Companhia de Seguros “Portugal Previdente”, num artigo neste blog, acerca da mesma, na próxima 5º feira publicarei uma artigo com a história ilustrada deste Café, e visível em várias fotos aqui.

1924

Em 1933, brasileiro Mario Xara Brazil, adquire o trespasse da primitiva firma “Pensão Família Hotel”, e promove profundas remodelações no “Hotel Bragança”, passando a recomendá-lo «pelo conforto, socego e modicidade de preços».

1933

Frente e verso de calendário e marcador de livro de 1935

1935 Calendário.1

Etiquetas de bagagem

   

1959

1959 Hotel Bragança

Em 17 de Julho de 1888, publicidade a outro “Hotel Bragança”, mas em Queluz

“Hotel Bragança” à esquerda no postal

No século XXI o “Hotel Bragança” (ou melhor dizendo, o que restava dele …) é adquirido por um grupo português liderado por Carlos Ornelas Monteiro, e é profundamente transformado e actualizado, mudando de nome para “LX Boutique Hotel”, sendo aberto em Setembro de 2010, e oferecendo 46 quartos.

“Lx Boutique Hotel”, em 2010

LX .1.1       LX .1

Em  2014, o “Lx Boutique Hotel” é ampliado ao edifício contíguo, esquina com a Praça Duque de Terceira, e passa a ter mais 16 quartos, oferecendo um total de 61.

“Lx Boutique Hotel”, actualmente

 

 

 

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian (Estúdio Mário Novais), Arquivo Municipal de Lisboa, Hemeroteca Municipal de Lisboa, LX Boutique Hotel

2 comentários:

Rui Granadeiro disse...

Caro José Leite,

Tendo por aí passado, faz pouco, a propósito de Mário Domingues (1899-1977), escritor, ia-me então perguntar, e o Café Restaurant Royal (?), quando reparei que já abordara o assunto: Portugal Previdente Companhia de Seguros

Cumprimentos

José Leite disse...

Caro Rui Granadeiro

Quanto ao "Café Royal", e apesar de o já ter abordado por aqui, como o Rui disse, na próxima 5º feira publicarei um artigo específico acerca do mesmo, com a sua história ilustrada como é costume.

Grato pela sua lembrança.

Os meus cumprimentos