19 de março de 2013

Conservas Alimentícias Cordeiro

No início dos anos 30 do século  XX foi fundada a firma “Conservas Alimentícias - Cordeiro, Santos & Ferreira, Lda.” por Raúl César Cordeiro e outros sócios na sequência doutra herdada de seu pai José Cordeiro Júnior que esteve ligado à implantação da República em 1910. Teve sede em Lisboa, na Rua Bartolomeu Dias, que apesar de desactivada ainda hoje existe, mas as suas instalações industriais situavam-se em Estremoz, no Alentejo.

Os produtos por si  produzidos e comercializados eram a azeitona, massa de tomate, pickles, alcaparras, geleias, conservas, etc. A sua produção era distribuída para Portugal Continental, Insular, Colónias e Brasil.

 Cordeiro.2

 

  

 

No “Diário Oficial da União” no Brasil podia-se ler, nos anos de 1934 e 1936, o seguinte:

«Com o processo n. 6.355-32 de 11 de novembro de 1936, a firma Cordeiro, Santos & Ferreira, Ltda., requereu o registro da parda "Azeitona Perola", na classe 41.»

«Dizeres estampados na lata: "Azeitonas verdes - Azeitona Cordeiro - Portugal“ dentro de um circulo “Conservas Alimenticias Cordeiro Santos & Ferreira – Lisboa - Portugal” . Tem o desenho de uma aguia com as azas abertas". (Analyse n. 1.047, de 21 de agosto de 1936.).»
«Dizeres estampados na lata: "Azeitonas Perola - fortoando um circulo os dizeres; “Conservas Alimenticias - Lisboa -Cordeiro Santos & Ferreira Ltd.”, além dos dizeres, acima tem o desenho de um carneiro dentro de um circulo.
(Analyse n. 1.062, de 22 de agosto de 1936.).»

                                                                                 Anúncio em 1943

 

                

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

4 comentários:

Jesus Cordeiro disse...

Descobri o seu Blog num, não mero acaso,e desde já fiquei fã, porque o considero uma pérola história, não só pelos conteúdos,como pelas excelentes imagens. Parabéns por tão excelente trabalho de pesquisa e dedicação.
Gostei imenso de saber, que houve uma industria conserveira com o meu nome de família "Cordeiro".
Continuação de felizes Posts.
Jesus Cordeiro

José Leite disse...

D. Jesus Cordeiro

Muito grato pelas suas amáveis palavras em relação ao meu blog.

Os meus melhores cumprimentos

J. Leite

Artur Pastor disse...

Na realidade apurei que algumas fotos mais antigas serão do Estúdio de Horácio Novais e as mais recentes de Artur Pastor
Podem ser vistas no blog que criei
http://arturpastor.tumblr.com
ou na página do grupo
https://www.facebook.com/groups/arturpastor/
Cumprimentos,
Artur Pastor(filho)

José Leite disse...

aro Artur Pastor

Muito grato pela sua informação.

As fotos que publiquei foram retiradas da plataforma FLICKR da Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, e todas identificadas como do Estúdio Horácio Novais.

Já fui visitar o blog que criou, e considero deveras interessante, para divulgação do fantástico trabalho do sr. seu pai.

Os meus cumprimentos, com os meus renovados agradecimentos.

José Leite