20 de setembro de 2018

Materna

A loja "Materna - Antiga secção de Higiene Infantil do Instituto Pasteur de Lisboa", foi inaugurada na Rua do Carmo, 56 em Lisboa, em 18 de Dezembro de 1963. Esta veio ocupar o espaço da antiga loja de instrumentos musicais “Sassetti & C.ª”, ali instalada desde 1848, e que em 1962 tinha mudado para a Rua Visconde de Valmor, 20-B.

“Materna - Antiga secção de Higiene Infantil do Instituto Pasteur de Lisboa"

Loja “Materna” à direita nas duas fotos na Rua do Carmo

 

A antiga secção de higiene infantil, continuaria, entretanto, a funcionar até 26 de Dezembro seguinte nas antigas instalações no edifício do "Instituto Pasteur de Lisboa" na Rua Nova do Almada,62. Recordo que este Instituto foi fundado em 1895 pelo jovem proprietário e capitalista Virgínio Leitão Vieira dos Santos (1873-1946). No seu início limitou-se à importação dos produtos do "Institut Pasteur" de Paris (inaugurado a 14 de Novembro de 1888), de cujos soros e vacinas era depositário. Sé viria a dedicar-se à actividade farmacêutica de oficina a partir de 1903 e á produção industrial de medicamentos a partir de 1913.

Edifício do “Instituto Pasteur de Lisboa”, na Rua Nova do Almada

 

Secção de Higiene Infantil

 

 

A partir de 1964 a "Materna" inicia a comercialização mais especializada em vestuário para bebés - tendo sido a primeira casa em Portugal a comercializar os "Babygrow" de origem inglesa - e vestidos «para futuras mães».

16 de Janeiro de 1964

 

  

Em 1966 torna-se na "Materna, S.A.R.L. - Artigos para Higiene Infantil", contando já com sucursais em Cascais, Porto e Coimbra. Depois de abrir uma filial apelidada de "Materna Maxi", na Rua Barata Salgueiro, em Lisboa, para venda de roupa para jovens entre os 6 e os 16 anos, abriria uma outra, no mesmo segmento, na Avenida António Augusto de Aguiar, em Lisboa a 20 de Novembro de 1970.

 Factura gentilmente cedida por Carlos Caria

A loja “Materna” na Rua do Carmo seria destruída pelo grande incêndio na baixa lisboeta em 25 de Agosto de 1988, não reabrindo mais. As últimas lojas “Materna” estiveram localizadas em Lisboa, Coimbra e Algés. Pelo que consegui apurar, creio que a última loja “Materna” encerrou em 2012, na da Avenida de Roma, nº 89 C.

“Materna” na Avenida de Roma e cartaz em 2011

                   

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian (Estúdio Mário Novais),  Arquivo Municipal de Lisboa

2 comentários:

LuisY disse...

Lembro-me bem se ser miúdo de ir com minha mãe à loja Materna na Av. António Augusto de Aguiar. O meu pai era funcionário do Instituto Pasteur e tínhamos um desconto, o que era bom pois era uma loja cara.

O que foi pena foi o Museu de instrumentos científicos do Instituto Pasteur ter sido completamente desbaratado, no final dos anos 90, quando houve uma fusão qualquer de empresas.

Um abraço

Vespinha disse...

Lembro-me bem de ver a última...