Notícias do Blog

Dentro de dias, as listas dos "Índices do Blog" vão conter os links directos para os respectivos artigos   //   Foi reformulado o "Guia do Blog" disponibilizado na barra lateral    //    Ao ser redesenhada a barra de menús, e alterados alguns dos seus títulos, foi introduzido novo item "Estatísticas Blog"

3 de junho de 2015

Chiado Terrasse

O “Chiado Terrasse” foi inaugurado a 21 de Novembro de 1908, na antiga Rua do Tesouro Velho, actual Rua António Maria Cardoso, em Lisboa. Propriedade da empresa “Sabino Correa & Cª.” de Sabino Correa Júnior, foi o primeiro edifício a ser construído de propósito para esta finalidade.

Fachada inicial do “Chiado Terrasse” em 1908

Publicidade em 1908

       

Logo desde o início, seria uma das mais importantes salas de Lisboa, quer pela amplitude das suas instalações, pelos seus programas, ou ainda pela sua variedade, não esquecendo o êxito do animatógrafo “falado”.

1910

Em 1910, Sabino Correia inicia obras de melhoramento na sala, construindo ainda um  espaço exterior, que designou por esplanada, funcionando assim como mais um elemento de atracção, depois de o arquitecto Tertuliano de Lacerda Marques ter redesenhado a fachada, em gosto mais erudito, fim-de-século e clássico.

1911

   

Bilhete

Atrelado de propaganda ao “Chiado Terrasse” em 1911

Sexteto do violinista Julio Caggiani em 1913

A propósito da última foto, podia-se ler na revista “Occidente”: «Concertos todos os dias pelo insigne violinista Julio Caggiani e films sempre novos; e assim tem conseguido a empresa d'este salão enchentes consecutivas.»

A partir de 1916, os responsáveis deste espaço passaram a ser António Augusto Tittel e Alberto do Valle Colaço, que formaram a empresa “Tittel e Colaço”. Começam logo por fazer transformações no edifício, dando-lhe o aspecto exterior que manteria até ao seu desaparecimento, bem como a construção de um pequeno palco, que seria utilizado mais tarde por uma companhia de revista.

Senhoras, junto ao “Chiado Terrasse” com o filme “A Desterrada” em exibição

Postal de propaganda ao “Chiado Terrasse”, em 1916

 

Propaganda em 1918

    

Depois de encerrado para alterações no seu interior, reabriu em 28 de Setembro de 1926.

«A transformação teve o seu ar de magica. Porque quem for hoje ao Chiado terrasse não o reconhece.
A geral desapareceu. E a sala, iluminada explendidamente e pintada de tons claros, mudou em tudo; em aspecto e em frequencia.
O écran está enquadrado num lindo scenario de Renda, Serra e Amancio, junto do qual toca um magnifico quarteto, regido por Raúl Campos. E até os programas mudaram - para muito melhor.
De hoje em diante, pois, senhores e senhoras elegantes que morais no Chiado ou gostais do Chiado, encontrareis nele um explendido cine á altura das tradições elegantes do bairro ... »

“Chiado Terrasse” nos anos 60 do século XX

 

O “Chiado Terrasse”, encerraria definitivamente, em 30 de Junho de 1971, com “36 Horas no Inferno Ringo, Herói do Texas”. Posteriormente foi vendido ao “Banco Fonsecas & Burnay” que o demoliu internamente conservando a sua fachada para aí abrir uma agência. Mias tarde agência da “Caixa Geral de Depósitos” . Actualmente encontra-se à venda.

Foto recente

Lembro que nesta mesma rua um pouco mais à frente, e do lado esquerdo, se encontra o Teatro “São Luiz”, inaugurado em 22 de Maio de 1894, e cuja história pode ser consultada neste blog, no seguinte link: “São Luiz - Teatro Municipal

fotos in: Arquivo Municipal de LisboaHemeroteca Digital

6 comentários:

mário matos e lemos disse...

Não conhecia este blogue - descobri-o ontem no Público - mas felicito vivamente o autor.

Mário Matos e Lemos

José Leite disse...

Caro Mário Matos e Lemos

Muito grato pela sua visita e pelo seu amável comentário.

Os meus cumprimentos

José Leite

Luis Cláudio Mota disse...

Boa Tarde
Exmo Srº. José Leite

É louvável o trabalho que tem tido neste blog.

Os meus sinceros parabéns.

Luis Mota

José Leite disse...

Caro Luis Mota

Grato pelo seu simpático comentário.

Os meus cumprimentos

José Leite

Antonio Tittel disse...

Exmo Sr Jose Leite
Estava a procura de informacoes sober o meu avo quando fun ter so seu blog o qual acho interessante.
Ainda tenho alguma memorabilia do me avo.( a Batuta oferecida pelos musicos e outras coisas) .
Obrigado por manter estes momentos vivos.
Antonio Tittel
Antoniotittel@hotmail.comk

Unknown disse...

Sr Jose Leite memoirias dos anos 60 neste blog.A qualidade de informacao que encontrei me fez reviver minha Lisboa que deixei a muitos anos.

Obrigado pelo excellente trabalho