1 de novembro de 2011

Restaurante “O Faroleiro”

Presume-se que o restaurante “O Faroleiro”, no Guincho perto de Cascais, terá começado como uma barraca de petiscos, pertença de João Pedro um ex-faroleiro do farol do Cabo Raso, ali bem perto. Foi a primeira cas do género a abrir no Guincho, tendo-se lhe seguido nos anos seguintes “O Mestre Zé”, “O Muchaxo”, “O Porto de Santa Maria”, etc .

 

Terá sido transformado em restaurante e casa de chá de seu nome “Chalet de São João”, já nos anos vinte do século XX. Pelo que se disse na época, terá tido uma preciosa ajuda duns salvados de um naufrágio de um navio, para o mobilar. De qualquer modo sempre funcionou mais como casa de chá.

Depois de já ter mudado o seu nome para “O Faroleiro”, em 1976 tornaram-se seus proprietários e gerentes José Pratas, na altura chefe de sala, e Marcelo Gonçalves chefe de cozinha.

Actualmente o exterior e o interior do restaurante são completamente diferentes. Desapareceram arquinhos com imitação de tijolo e outros pormenores e, desde as obras de há uma década, à excepção da tijoleira vermelha, tudo é branco ou bege-claro nas salas podem acolher até 130 pessoas.

“O Faroleiro” actualmente

  

Sem comentários: