13 de janeiro de 2015

Casa dos Espartilhos

A “Fábrica de Espartilhos a Vapor Santos Mattos & Cª.”, na Porcalhota - futura Amadora - teve origem numa loja de modas na Rua Nova do Almada, propriedade de João dos Santos Mattos, que insatisfeito com a importação deste artigo a partir de França, iniciou a fabricação em Portugal do espartilho.

Com o aumento da procura, a firma “Santos Mattos & Cª”, formada por seu filho José dos Santos Mattos, seu sobrinho José Augusto Roubaud e António Rodrigues Correia, manda construir, em 1902, a "Fábrica de Espartilhos a Vapor Santos Mattos & Cª.”, na então Porcalhota futura Amadora, ainda parte do Concelho de Oeiras.

 

Por ocasião da visita do Ministro do Fomento, Brito Camacho

 

De seguida, publico um artigo da revista “Illustração Portugueza” de 8 de Maio de 1911, onde não só é feita uma resenha histórica do espartilho em Portugal, como desta empresa “Santos Mattos & Cª”.

     

“Casa dos Espartilhos” na Rua do Ouro por ocasião do “IV Congresso Internacional do Turismo” em 12 de Maio de 1911

Página do catálogo de 1913

1943

Foi em 26 de Janeiro de 1913 que um avião sobrevoou pela primeira vez a Amadora. Numa iniciativa da “Liga de Melhoramentos da Amadora”, o francês Alexandre Théophile Sallés parte do Hipódromo de Belém , no seu «Bleriot XI» e aterra nos terrenos do Casal do Borel, partindo parte considerável do aeroplano, bem como o hélice, na aterragem, perante a multidão que assistia ao feito.

Réplica do «Bleriot XI»

Nada que fizesse desmobilizar o entusiasmo da população. Com o apoio da “Fábrica de Espartilhos a Vapor Santos Mattos & Cª.”, ao fim de oito dias o aeroplano estava reconstruído e pronto a ser utilizado de novo.

Sallés sobrevoando a Amadora, e a “Fábrica de Espartilhos a Vapor Santos Mattos & Cª.”

Instalações fabris em 1964

Fotos in: Arquivo Municipal de LisboaBiblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Amadora Saloia e Cidade

4 comentários:

Unknown disse...

Caro José Leite

Vale a pena estabelecer a ligação com o apontamento sobre a Amadora que colocou em 2011.

Abraço,
Pedro Ferreira

José Leite disse...

Caro Pedro Ferreira

Grato pela sua lembrança. Já é tanta coisa que me esqueci.

Já agora ... amanhã vou publicar uma artigo da série "Curiosidades Automobilísticas" e, se não fosse incómodo, pedia-lhe o favor de verificar se os modelos que eu refiro estão correctos.

Com os meus agradecimentos, um abraço

José Leite

Miguel dos Santos Mattos disse...

Muito bonito. Trás muitas recordações. Vou partilhar pela familia.
Abraço,
Miguel dos Santos Mattos

José Leite disse...

Caro Miguel Mattos

Grato pelo seu comentário

Abraço

José Leite