Restos de Colecção: Palace Club

Notícias do Blog

A interrupção na publicação de novos artigos deve-se ao facto de se verificar um problema de ligação entre o editor de blog ("OpenLiveWritwer") e a "Google". Julgo que muito em breve, a exemplo de outras vezes, o problema ficará solucionado // Para conhecer as novas funcionalidades e aceder a novas plataformas de informação neste blog, consulte a "Folha Informativa", disponível na barra lateral    //    Para melhor conhecimento destas alterações aconselha-se, igualmente, uma visita, ou revisita, ao "Guia do Blog", disponível tambem na mesma barra lateral

26 de setembro de 2012

Palace Club

No Palácio do Marquês da Foz, na Praça dos Restauradores, abre em 1908 o luxuoso “Club dos Restauradores” mais conhecido por “Maxim's” : «Tem sala de baile com máquina de som e transformador próprio para efeitos luminosos, salas de jogo com roleta, salas de fumo e um restaurante que serve ceias até de madrugada».

Em 1918 é inaugurado o “Majestic Club”, o primeiro casino da capital, na Rua das Portas de Santo Antão, em Lisboa

Em Junho de 1918 é inaugurado em Lisboa, na Rua Eugénio dos Santos, 89 «um Club moderno «chic», grandioso pela sua sumptuosidade, distincto pela selecção da sua concorrencia, onde a vida do mundanismo perpassasse como volatil perfume de aroma enebriante». Assim nasceu o "Palace Club".

                                                                                     "Palace Club"

                                                                

Neste Club nem toda a gente era aceite como sócio, nem entrava quem queria. Era um Club onde uma «grand tenue» tinha lugar marcado. Uso de traje de gala era obrigatório.

«O seu hall, onde se admiram modelações de artístico valor, com a majestosa escadaria ao fundo; a sua elegante sala de leitura em estilo holandez, onde a par de uma invejavel comodidade para o corpo, se pode entreter regaladamente o espírito na leitura de todo os jornaes mundiais e de livros dos principaes da literatura; a sua confortavel e sobria sala de bilhar, com uma saleta anexa para jogos de vaza; o sumptuoso salão de restaurante; as salas de fumo e de conversa, simples mas de bom gosto, e tudo o mais que constitue uma apreciavel comodidade, como o vestiario, a barbearia, o engraxador, a tabacaria, enfim, todos os detalhes d'essa preciosa instalação desde o toucador das senhoras em rigoroso estylo Luiz XV até o elegante salão da Direcção, guarnecido de custosa mobilia D. João V.». in Revista do Turismo

                                        Hall de entrada                                                                 Sala de leitura

         

                                                                                Sala de Bilhar e jogos

                                

                                                                                 Salão restaurante

                                 

                                Barbearia                                                                          Toilette

         

Jantar no "Palace Club" era uma das experiências mais agradáveis em Lisboa. Além do requintado serviço de mesa, um sexteto musical acompanhava a refeição e por ocasião das ceias, tinham lugar concertos musicais, pela orquestra Tzigane "H'ezcans. «E, com franqueza, comer-se com musica é, actualmente senão o maior, talvez o melhor prazer da vida».

                                              

fotos in: Hemeroteca Digital, Ephemera

O "Palace Club" encerrou em 1920. A propriedade, a partir dessa altura, passou para a "Associação Comercial de Lisboa" cuja fundação remonta a 12 de Junho de 1834. O edifício passou a designar-se Palácio do Comércio e a Associação instalou-se lá em 1922.

                                                                      Associação Comercial de Lisboa

                                  

         

Sem comentários: