17 de junho de 2012

Lavimpa

Em 1846 é fundada a “Tinturaria Cambournac”, sediada na Ribeira do Papel junto ao Cacém, dominando o mercado grossista e retalhista de tinturaria e lavandaria de roupas em Lisboa. Em 1910 surge a primeira engomadaria e lavandaria em Lisboa exclusivamente a retalho, a “Engommadaria de Lisboa” na Rua dos Fanqueiros.

                                                                           1910

                                   

                                                                            1911

                             

Ao longo das décadas foram aparecendo as lavandarias de bairro aqui e acolá. Nos anos 60 do século XX foi criada a empresa “Lavimpa”, que através da abertura de uma série de lavandarias, foi percursora em Portugal do sistema «Self-Service» introduzido em 1965, para lavagem, secagem e engomadoria de roupas domésticas.

Em 1965, para quem não utilizava o sistema «Self-Service», já oferecia a recolha e entrega de roupa nos domicílios gratuitamente, e eram representantes exclusivos das máquinas de secar e lavar «Whirlpool».

                          

                                                                     Anúncio de 1965

                                       

                           

Em 1965 a “Lavimpa” já contava cinco sucursais em Lisboa, Cascais e Estoril:

Lisboa: Avenida Estados Unidos da América, Avenida Paris e Rua Projectada à Rua da Ilha da Madeira no Restelo
Cascais : Rua Visconde da Luz
Estoril: Avenida Fausto de Figueiredo

                             

                

                             

fotos in: Hemeroteca Digital, Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Biblioteca Nacional Digital

Esta empresa encerrou nos anos 90 do século XX.

Uma antiga lavandaria da "Lavimpa" na Avenida Paris entre o Areeiro e Praça de Londres, foi a partir do mês de Janeiro de 2006 um espaço de exposição de arte, experimentação e lazer o "Espaço Lavimpa". Um "work in progress" promovendo a interactividade com o utilizador. Durante o referido mês o "Espaço Lavimpa" albergou a exposição "Lavimpa", mantendo o equipamento da antiga lavandaria praticamente intacto, tal como os antigos trabalhadores o terão deixado.

                                 

                                 

Na foto anterior actuação de Bébio Amaro, na antiga lavandaria, inserido no projecto a solo denominado "Lavimpa" - um dos pseudónimos de Bébio Amaro: «músico camaleónico, que se metamorfoseia em diversas facetas da música, expondo múltiplas personalidades e técnicas musicais distintas».

Sem comentários: