5 de fevereiro de 2016

Max Cine

O “Max Cine”, localizado na Rua Barão de Sabrosa, ao Alto do Pina, projectado pelos engenheiros Deolindo Vieira e Jacinto Bettencourt, abriu as suas portas em 20 de Setembro de 1929, tornando-se desde logo numa das melhores sala de reprise de Lisboa.

 

O seu nome deve-se, em tom de homenagem, a um dos grandes actores cómicos francês do cinema mudo, Max Linder (1883-1925), conhecido pelos cinéfilos portugueses pela alcunha do «cara linda».

Actor Max Linder (1883-1925)

“Max Cine” na Revista “Cinéfilo” de 1930

O “Max Cine”, com capacidade para 700 espectadores, pontualmente estreava filmes, mantendo a afluência regular de espectadores mesmo quando o preço dos bilhetes era mais elevado. Tal como o Salão Olympia , inaugurado na Rua dos Condes em 22 de Abril de 1911, este cinema também tinha cabine de projecção isolada da sala e quase suspensa sobre a rua.

“Max Cine” na “Gazeta dos Caminhos de Ferro” de 1 de Março de 1942

Programa de 10 de Março de 1935

Bilhete de 13 de Novembro de 1961


programa e bilhete gentilmente cedidos por Carlos Caria

“Max Cine” com o filme português “Cantiga da Rua” de Henrique Campos estreado em 24 de Fevereiro de 1950

            

Em 1968, e depois de um longo período de encerramento, foi vendido à “Paróquia de São João Evangelista”,  transformando-se o antigo “Max Cine” em igreja, ao que se juntou a construção de um Centro Social, mantendo pouco da sua traça exterior original.

Já encerrado em 1967

Igreja de São João Evangelista

fotos in:  Arquivo Municipal de Lisboa, Hemeroteca Digital

Sem comentários: