26 de fevereiro de 2013

Restaurante - Cervejaria "Solmar"

O Restaurante-Cervejaria "Solmar" foi inaugurado em 12 de Dezembro de 1956, na Rua das Portas de Santo Antão, em Lisboa. Viria a ocupar o espaço do extinto, “Club Arcádia”, um dos famosos Clubs Nocturnos de Lisboa.

 

Os irmãos galegos António e Manuel Paramés, deram início a este empreendimento em 1954, ao encomendarem aos arquitectos Bevilaqua, Botelho e Curado do gabinete do Professor Jorge Pinto, o projecto de arquitectura da que viria a ser a maior e melhor marisqueira do país.                                                                 

Para alcançar esse objectivo, os seus proprietários construíram um viveiro de marisco no Guincho, que ainda hoje existe, podendo assim controlar a qualidade e quantidade de muito do marisco a servir neste estabelecimento.

Sendo o primeiro restaurante de Lisboa a ser considerado de «utilidade turística», teve o seu mobiliário fornecido pela já desparecida e prestigiada empresa "Móveis Olaio". A decoração de interiores e o designe do mobiliário ficou a cargo de  José Espinho, na época colaborador e responsável pelo desenho de mobiliário da “Móveis Olaio”.

Actualmente fechada para obras tem o estatuto de "qualificada" e o novo proprietário de nacionalidade chinesa abrirá dentro de meses não podendo modificar os seu interior e recheio e mantendo as características alimentares que tornaram esta casa num icon nacional.

 

Fotos dos finais dos anos 50 do século XX

 

 

                    Capa do Menú                                                           Postal publicitário de 1956

        

1966

No dia da inauguração podia-se ler num artigo do "Diário de Lisboa":

«O amplo salão restaurante "Solmar", que dispõe de uma grande galeria e tem ao centro, além de uma interessante fonte luminosa, um aquário, tem a fazer de fundo e valorizá-lo um admirável painel - da fauna marítima - em cerâmica esmaltada, género inglês, da autoria do artista Jorge Pinto».

«A convite dos proprietários do novo restaurante, o sr. Carlos Alberto Pereira da Rosa, que representava seu pai, sr. João Pereira da Rosa, cortou a fita simbólica.
Durante o magnífico lanche, fornecido aos convidados, foram distribuídos pela sra. D. Rosa Ferreira Cabral, proprietária da "Casa Copélia", lindas rosas, cravos e orquídeas ás numerosas senhoras convidadas».

   

Já tendo comemorado o cinquentenário da sua existência, ainda hoje mantém praticamente intacta a decoração interior original de 1956.

  

Actualizando este artigo ao ano de 2017,  o Restaurante-Cervejaria “Solmar”, encerrou, crê-se que definitivamente, em Janeiro de 2016, estando em vias de classificação, tanto o espaço como o seu mobiliário, pelo IGESPAR.

Fotos de 2015

 

 

 

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Solmar, Delcampe.net

2 comentários:

hollycity disse...

Gostaria de referir já que a noticia é omissa ,que o decorador de interiores e o designer do mobiliário foi José Espinho ,na época colaborador permanente da Olaio e responsável pelo desenho de mobiliário da conhecida marca .Penso que a obra será simultânea com a do novo na altura Cinema Condes ,actual Rock Rendez-vous também da sua autoria com mobiliário Olaio .Actualmente fechada para obras tem o estatuto de "qualificada" e o novo proprietário de nacionalidade chinesa abrirá dentro de meses não podendo modificar os seu interior e recheio e mantendo as características alimentares que tornaram esta casa num icon nacional.
Num livro agora editado pela Caleidoscópio,"Vida e Obra de José Espinho",profusamente ilustrado com fotos ,artigos ,desenhos e apontamentos do que foi uma época que tende a reviver ,vem fotos relacionadas com a Solmar

Manuel Espinho(filho)

José Leite disse...

Caro Manuel espinho

Muito grato pelas informações adicionais.

José Leite