Notícias do Blog

O Índice Alfabético dos artigos já publicados neste blog, já contém a partir de hoje, os links directos nos títulos respectivos. A seguir, o mesmo sucederá com o Índice Alfabético e por Temas   //   Foi reformulado o "Guia do Blog" disponibilizado na barra lateral    //    Ao ser redesenhada a barra de menús, e alterados alguns dos seus títulos, foi introduzido novo item "Estatísticas Blog"

22 de maio de 2018

Julio Gomes Ferreira & C.ª

A casa "Julio Gomes Ferreira & C.ª, Limitada", foi fundada na Rua Áurea, em 1832, por João Gomes Ferreira (1783-1781), Procurador à Casa dos Vinte e Quatro, tendo-lhe sucedido seu filho João Gomes Ferreira (1812-1891) e a este dois de seus quatro filhos, o mais velho, Júlio Gomes Ferreira (1851-19??), e o mais novo, Sebastião Gomes Ferreira (1857-1915).

Especializada em instalações eléctricas, canalizações de água, aquecimento, equipamentos e acessórios sanitários, eléctricos e para gás, fogões, elevadores, etc., foi das casas mais importantes do seu ramo, em Lisboa, nos finais do século XIX e primeiras décadas do século XX, senão a mais importante.

A loja da "Julio Gomes Ferreira & C.ª, Limitada", na Rua Áurea no centro da foto. à direita a casa “Freire Gravador”

Entrada e uma das duas montras da loja

 

1907

Além da venda a retalho, possuindo para isso duas lojas, uma na Rua do Ouro e outra na Rua da Victoria, e com oficinas na Rua de S. Thiago, foi responsável pelas instalações eléctricas, de aquecimento, sanitárias e canalizações de água em obras de referência na cidade de Lisboa como: “Palacete Silva Graça”, na Avenida Fontes Pereira de Melo; “Palacete Henrique de Mendonça” na Rua Marquês de Fronteira; sede do “Banco Lisboa & Açores”, na Rua Áurea; “Casa Malhoa”, actual “Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves”, na actual Avenida 5 de Outubro, etc ...

Interior da loja

 

                                             1905                                                                                          1909

 

1910

 

1 de Novembro de 1928

Stand de exposição

 

Acerca do seu percurso pouco consegui saber além do que escrevi atrás, não sabendo quando encerrou definitivamente, mas creio que no início dos anos 60 do século XX, ainda existia a sua loja da Rua do Ouro. Ficam publicadas as fotos e anúncios publicitários que resumem toda a sua actividade ao longo de décadas.

                                              1927                                                                                         1944

 

fotos in: Arquivo Municipal de Lisboa, Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian (Estúdio Mário Novais), Hemeroteca Municipal de Lisboa

Sem comentários: