Restos de Colecção: Antigamente (128)

Notícias do Blog

Foram actualizados os seguintes artigos: "Livraria Ferin", "Casa Memoria" de Santos Beirão, "Fotocolor" - Fotografia e Cinema, e Cinema "Arco Iris". Para aceder rapidamente aos mesmos consulte a página Alfabético e Actualizações em Índices e Actualizações // Lembro que a página "Ano ou Data de Inaugurações e Eventos", disponível no menú "Dados Históricos", é actualizada regularmente com novas entradas // Para conhecer as novas funcionalidades e aceder a novas plataformas de informação neste blog, consulte a "Folha Informativa", disponível na barra lateral    //    Para melhor conhecimento destas alterações aconselha-se, igualmente, uma visita, ou revisita, ao "Guia do Blog", disponível tambem na mesma barra lateral

26 de fevereiro de 2016

Antigamente (128)

Primeiro “OPEL”  em Portugal, de José Gonçalves de Guimarães Serôdio (Conde de Sabrosa) em 1911 e stand da “OPEL” em Lisboa

 

“Associação Industrial Portuense” fundada em 1849, na Rua Entreparedes, no Porto

“Hotel Ribeiro” fundado em 1879 em Vilar de Veiga, no Gerez e respectiva publicidade em 1931

 

“Casa Bancária José Augusto Dias, Fº & Cª” fundada em 1886 na Praça Almeida Garrett, no Porto

fotos in: Arquivo Municipal do Porto, Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Arquivo Fotográfico do ACP

4 comentários:

LBS disse...

Boa tarde, Penso haver um equivoco relativamente à fotografia do primeiro OPEL em Portugal, pois o Conde de Sabrosa (em 1911) chamava-se José Gonçalves de Guimarães Serôdio.
Cumprimentos,
Lourenço Botelho de Sousa

José Leite disse...

Caro Lourenço de Sousa

Muito agradeço a sua correcção.
De onde retirei a foto (Arquivo do ACP), a legenda pelos vistos não estava correcta.
Cumprimentos

LBS disse...

Caro José Leite,

Eu é que lhe agradeço tantas horas de deliciosa leitura.
Relativamente à fotografia, o dono do OPEL até podia ter aquele nome, não podia era ser o Conde de Sabrosa.

Cumprimentos,
LBS

José Leite disse...

Caro Lourenço de Sousa

Eu é que agradeço a gentileza do seu comentário

Os meus cumprimentos
José Leite