7 de junho de 2015

Escola Superior de Medicina Veterinária

O ensino das ciências veterinárias foi institucionalizado em Portugal por alvará régio de 29 de Março de 1830, onde se destacava a necessidade de «huma Escola Veterinaria para nella se conservarem as doutrinas que respeitam a esta arte de que muita utilidade deve resultar ao seu real serviço e ao publico. E convindo igualmente que estes conhecimentos se generalizem para utilidade publica na conservação e criação de toda a espécie de gado cavalar, vacum e lanígero».

A “Real Escola Veterinária Militar” seria incorporada em 1855 no “Instituto Agrícola” criado sob tutela do Ministério das Obras Públicas, Comércio e Indústria, onde passou a ministrar-se um curso misto de Agronomia e Veterinária, que formava veterinários-lavradores.

Instituto Agrícola e o Chafariz da Cruz do Taboado no troço da Galeria de Sant’ana do Aqueduto das Águas Livres

 

“Instituto d’Agronomia e Veterinaria”, no Lugar da Cruz do Tabuado, em Lisboa

Esclarecimento: No Largo da Cruz do Tabuado, (actual Praça José Fontana), confluíam a antiga Estrada da Cruz do Taboado/Carreira dos Cavallos (actual Rua Gomes Freire), a antiga Estrada das Picoas (actual Rua Engenheiro Vieira da Silva), a antiga Travessa do Abarracamento da Cruz do Taboado (actual Rua da Escola de Medicina Veterinária), a antiga Travessa do Sacramento (actual Rua Tomás Ribeiro), e a antiga Rua do Chafariz do Andaluz (actual Av. Duque de Loulé). Por ali existia também o já desaparecido “Chafariz da Cruz do Taboado” encostado ao troço da Galeria de Sant’ana do Aqueduto das Águas Livres.

No ano de 1864 verificou-se a junção do “Instituto Agrícola de Lisboa” com a “Escola de Veterinária Militar” (no Convento dos Brunos, ao Salitre), que fora fundada pelo Governo do Rei D. Miguel em 1830, criando-se, deste modo, o “Instituto Geral de Agricultura e Veterinária”. A reforma de 1886 viria a criar o curso de medicina veterinária no “Instituto de Agronomia e Veterinária”, o qual, em 1910, daria origem, no mesmo lugar, à “Escola de Medicina Veterinária” e ao “Instituto de Agronomia”.

No lugar da Cruz do Tabuado o “Instituto d’Agronomia e Veterinaria”

                                            Canil                                                                       Pavilhão de experiências

 

                        Edifício de aulas e laboratórios                                                         Hospital veterinário

 

                              Aula do microscópio                                                              Gabinete de física agrícola

 

                              Gabinete de microscopia                                                     Laboratório de bacteriologia

 

                               Leitaria experimental                                                               Sala de dissecações

 

Sala do conselho

 

Em 1918 passou a designar-se “Escola Superior de Medicina Veterinária” e a conferir o grau de doutor em medicina veterinária.

Em 1930 foi criada em Lisboa a “Universidade Técnica” englobando a “Escola Superior de Medicina Veterinária”, o “Instituto Superior de Agronomia”, o “Instituto Superior Técnico” e o “Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras”.

Edifício, inicialmente como “Escola Superior de Medicina Veterinaria” terminou como “Faculdade de Medicina Veterinária”, na Rua Gomes Freire, em Lisboa

“Escola Superior de Medicina Veterinária” em 28 de Setembro de 1932

 

 

Com a aprovação dos estatutos da “Universidade Técnica de Lisboa”, em Agosto de 1989, a “Escola Superior de Medicina Veterinária” passou a designar-se “Faculdade de Medicina Veterinária”. Actualmente esta "FMV-Faculdade de Medicina Veterinária", da Universidade de Lisboa, funciona maioritariamente nas instalações do Polo Universitário do Alto da Ajuda.

"FMV-Faculdade de Medicina Veterinária" no “Polo Universitário” do Alto da Ajuda

 

Em 2011 iniciou-se a demolição do primitivo edifício, na Rua dando lugar à nova sede da Polícia Judiciaria

Fotos in: Arquivo Municipal de LisboaBiblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Faculdade de Medicina Veterinária

Sem comentários: