16 de janeiro de 2015

Cantina da Universidade de Lisboa

A “Cantina da Universidade de Lisboa”, mais conhecida, actualmente, por "Cantina Velha" foi inaugurada em 1961, na Avenida Professor Gama Pinto, na “Cidade Universitária de Lisboa”, sensivelmente em frente ao edifício da “Aula Magna”.

Foi projectada pelos arquitectos Manuel Norberto Correia e Rafael Miranda, entre 1955 e 1956, acompanhados pela “Comissão Administrativa das Novas Instalações Universitárias” e pelo Ministério das Obras Públicas. Seriam estes arquitectos também os responsáveis pela concepção da decoração e mobiliário.

Em 1959 teriam início as obras de construção, a cargo da empresa “A. Silva & Silva, Lda.”, tendo como colaborador o engenheiro Mário Alberto Moura Figueiredo. Em 1961 é concluída a construção do edifício.

 

 

“Cantina Velha” entre o “Estádio Universitário” e a “Aula Magna” numa foto a partir do “Hospital de Santa Maria”

Os projectos de engenharia ficaram a cargo de Fernando Ivens Ferraz Jácome de Castro (engenheiro civil), António Teixeira de Sampayo (engenheiro civil e responsável pela instalação de água e esgotos), Mário Maçãs Fernandes (instalações eléctricas, aquecimento e ventilação) e António Luís Freire de Oliveira Correia (isolamentos acústicos).

 

 

 

A “Cantina da Universidade de Lisboa” seria enriquecida com as seguintes peças de arte: escultura em bronze no vestíbulo principal por Domingos Soares Branco; escultura em ferro da sala por Jorge Vieira; painel em esmalte para o vestíbulo da sala de refeições por Rolando Sá Nogueira; mosaico de vidro e linóleo por Teresa de Sousa; escultura da entrada por Vasco da Conceição.

 

Quanto à comida lá servida inicialmente … «A Cantina era servida, mal servida, pela mais requintada pastelaria do Chiado; Marcello Caetano dera-lhe a concessão, mas a comida não agradava aos estudantes; talvez para senhoras de idade não estivesse mal.»

 

 

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Arquivo Municipal de Lisboa, SIPA

3 comentários:

Ivete Ferreira disse...

Bons tempos me fez recordar.
Tardes esquecidas a namorar e estudar...
Almoços de sábado ... mais baratos. O orçamento apertado para mais não dava.
Bem haja

Ivete Ferreira

José Leite disse...

D. Ivete Ferreira

As minhas tardes como estudante universitário, não foram para esquecer, no capítulo do namorar ... já estudar ... ui!
Utilizei esta cantina mais para jantar do que almoçar, mas concordo consigo , mui baratos.

Cumprimentos

José Leite

Graça Sampaio disse...

Muitos almoços lá comi!! Durante quatro anos, quase diariamente...Pagava-se muito pouco e estávamos na bicha muito tempo até chegar a nossa vez. Mas era muito divertido...