17 de julho de 2014

Antigas Feiras de Lisboa

A “Feira de Alcântara” foi a sucessora da “Feira das Amoreiras”, que funcionou no Largo das Amoreiras a partir de 1851 até ao final do século XIX.

“Feira de Alcântara”

 

A “Feira de Santos” sucessora da “Feira de Alcântara”, para onde se mudaram todos os feirantes e visitantes, estava instalada junto à Estação dos comboios.

“Feira de Santos”

 

A “Feira do Campo Grande” existiu desde 1778, instalada na alameda central do Campo Grande. Era uma Feira polivalente onde se vendia desde gado, louças das Caldas, sapatos, ourivesaria, etc.

“Feira do Campo Grande”

    

A “Feira do Lumiar”, a exemplo da “Feira do Campo Grande”, também era uma Feira polivalente.

“Feira do Lumiar”

 

Na “Feira de Belém” ou “Feira de Setembro” o  seu espaço era organizado por ruas, ficando as barracas mais vistosas na via central. Na imagem, identificam-se as barracas da "Grande Suspensão Magnética" e da "Mulher Hermafrodita", exemplos significativos do tipo de atracção que as feiras proporcionavam.

“Feira de Belém” ou “Feira de Setembro”

 

«A linha de Caminho de Ferro Americano, de tracção animal e tranvias sobre carris com percurso entre o Rossio e Belém, foi inaugurado a 6 de Fevereiro de 1873. Particularmente concorridos aos domingos, os carros americanos viam-se bastante assediados nos tempos de Verão, em virtude dos grandes pólos de atracção que eram as praias e a “Feira de Setembro”, que se realizava no largo fronteiro ao Mosteiro dos Jerónimos. Como o trajecto se fazia junto ao mar, à componente lúdica da viagem juntava-se, então, uma forte componente turística, tão do agrado dos seus passageiros.»

A “Feira da Luz” instalada no Largo da Luz, junto à Igreja da Luz, desde o século XIX. Inicialmente não durava mais que três dias, mas a partir de 1881 passou a realizar-se de 8 a 15 de Setembro, com o mercado de gado a ocupar os três primeiros dias. É a única Feira que ainda hoje se realiza, durante todo o mês de Setembro, e já lá vão cerca de 2 séculos.

“Feira da Luz”

 

 

fotos in: Arquivo Municipal de Lisboa, Hemeroteca Digital

2 comentários:

João Celorico disse...

Caro José Leite,
julgo haver uma incorrecção nas datas (de Arquivo) indicadas para as fotos das Feiras, de Santos (1915) e de Belém (1925). Nas fotos da Feira de Santos já se vê a electrificação das linhas enquanto na da Feira de Belém (10 anos mais tarde)ainda o "americano" é puxado por animais.Até a própria fotografia parece ser mais antiga. Pode ser só estranheza minha.

Cumprimentos,
João Celorico

José Leite disse...

Caro João Celorico

Grato pelo seu comentário.

Debato-me diáriamente com imprecisões não só em datas, como em identificações de fotos em várias fontes sejam elas o Arquivo Municipal, a Fundação Gulbenkian e outras, que decerto são involuntárias.

Algumas imprecisões ou erros ainda os identifico, outros não só não tenho conhecimento para os corrigir como me "passam", pelo que vou na "onda"...

Pelo facto só tenho a pedir desculpa, mas não sei tudo e bem longe disso.

Os meus cumprimentos e renovados agradecimentos

José Leite