19 de fevereiro de 2014

Messe de Oficiais de Lisboa

O edifício da “Messe de Oficiais de Lisboa”, também conhecido por “Palácio de Barbacena”, situado no Campo de Santa Clara, em Lisboa, remonta a finais do segundo quartel do século XVIII, cujo risco se deve ao arquitecto Manuel da Costa Negreiros.

Foi mandado levantar por Luís Xavier Furtado de Mendonça, 4º Visconde de Barbacena, em cujos descendentes permaneceu até à extinção da família com o 7º visconde Francisco Furtado de Castro Rio Mendonça e Faro, falecido em 1854.

Em 1864 foi a leilão, sendo adquirido pelo patriarcado com destino a residência dos prelados de Lisboa, ficando desde então conhecido por “Palácio da Mitra”. Pouco tempo esteve na posse do patriarcado, tendo apenas um dos prelados, D. Manuel Bento Rodrigues, nele residido algum tempo.

No final do século XIX foi adquirido pelo Ministério da Guerra, tendo servido durante algum tempo como “Hospital Militar de Emergência”.

Em 1925 foi nele instalada a primeira “Messe de Oficiais do Exército”, a cargo da Manutenção Militar, sendo na altura director o Tenente Coronel de Administração Militar, Linhares de Lima.

Interiores da “Messe dos Oficias de Lisboa” em fotos dos anos 60 do século XX

 

 

No interior merece destaque o património azulejar setecentista da portaria, da escadaria principal e de algumas salas, onde estão representadas cenas de género, de paisagem e de caça, uma figura recortada, de capa e espada, para além dos tectos com pinturas de Vieira Portuense e de José António Narciso.

Presentemente dispõe de um total de 57 quartos, dos quais 2 suites e 12 com WC privativo, contando  ainda com um restaurante, sala de refeições, bar e salão de estar.

Exterior da “Messe dos Oficias de Lisboa” , actualmente

   

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

Sem comentários: