15 de janeiro de 2014

Esquadra Inglesa em Lisboa em 1928

A Esquadra inglesa do Atlântico, composta por 4 cruzadores ligeiros da “Royal Navy” e comandada pelo Almirante Sir Frank Larken, chegou a Lisboa a 19 de Janeiro de 1928. Às 11h45 m atracaram no "Cais do Posto de Desinfecção" da Rocha do Conde de Óbidos e pela ordem seguinte, o "HMS Coracoa" (navio almirante), "HMS Comus", "HMS Cambrian" e "HMS Cantebury".

No mesmo dia à noite, realizou-se na Embaixada Inglesa, às Janelas Verdes, um banquete oferecido pelo embaixador inglês Sir Lancelot Carnegie, ao Chefe de Estado General Óscar Carmona, ao Governo, ao Almirante Larken e aos oficias superiores da Esquadra. Este banquete foi precedido por uma manifestação popular de apoio à Inglaterra, e organizada pela "Liga Nacional 28 de Maio", que partiu do Largo Barão de Quintela e que se dirigiu para esta Embaixada.

 

O Chefe de Estado General Óscar Carmona visitaria e Esquadra inglesa no dia 21 de Janeiro subindo a bordo do navio almirante“HMS Coracoa”. à tarde seria oferecido pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros , no Palácio das Necessidades um chá aos oficiais superiores.

 

“HMS Coracoa” (1917-1942)

Uma curiosidade: este navio almirante “HMS Coracoa” seria afundado pelo paquete “RMS Queen Mary”, em 2 de Outubro de 1942, quando o escoltava, e consequência de um abalroamento, em que partiu o “HMS Coracoa” em dois. Este incidente só viria a ser tornado público no final da II Guerra Mundial, tendo a “Royal Navy” processado de imediato o armador, a companhia “Cunard White Star Line”.

Chá dançante no Palácio das Necessidades

 Esquadra Inglesa (1928).7

Na foto anterior, e da esquerda para a direita: Embaixador de Espanha D. Cristobal Ballan, Embaixatriz de Inglaterra, Almirante Frank Larken, Embaixador de Inglaterra Sir Lancelot Carnegie, Bispo de Trajanopolis e o Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal Dr. Betencourt Rodrigues.

Entretanto o jornal "Diário de Lisboa" informava a 22 de Janeiro:

«A oficialidade da esquadra inglesa tem frequentado todas as noites, o nosso melhor "Club-Dancing Maxim's”. A direcção deste Club oferece amanhã á mesma oficialidade uma taça de champagne, tendo organizado uma linda festa em homenagem aos nossos hospedes britanicos.»

A Esquadra inglesa deixaria Lisboa no dia 24 de Janeiro de 1928 pelas 6h30m da manhã.

E a revista "Ilustração" comentava:

«Teve um alto significado a visita da esquadra inglesa do Almirante Larken ao nosso porto. Quer ela dizer que, lá fora, os olhos estão postos em Portugal, no nosso esforço de ressurgimento, no nosso trabalho, na nossa actividade criadora. (...)
Êste cantinho do mundo, que outrora dominou quási o mundo inteiro, provará aos seus amigos lá de fora que não é vã a confiança que nele e no seu esfôrço depositam as grandes potências».

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

Sem comentários: