4 de dezembro de 2013

Semana dos Hospitais em 1927

As festas da "Semana dos Hospitais" que se realizaram entre 10 e 17 de Julho de 1927 em Lisboa, foram iniciativa do jornal "Diário de Notícias", cuja receita reverteu a favor dos hospitais de Lisboa, e para a ajuda da construção de um novo hospital cujo custo ascendia a 20.000 contos.

 

 

 

O primeiro dia das festividades, a que presidiu o Presidente da República, general Óscar Carmona, teve início com a imposição da medalha da "Torre e Espada" à “Associação dos Bombeiros Voluntários Portuenses”, a que se seguiu uma «grandiosa» parada dos "Bombeiros Voluntários Lisbonenses" e dos “Bombeiros Voluntários Portuenses” com as respectivas viaturas.

 

 

De notar que a circulação automóvel ainda se fazia pela esquerda, situação que viria ser alterada em 1 de Junho de 1928, passando os veículos a circular pela direita.

Seguiu-se a "Batalha das Flores" com confettis e serpentinas, concurso de montras e janelas, concertos públicos por bandas de música.

 

No dia seguinte teve lugar a recepção da “Banda Municipal de Madrid”, dirigida pelo maestro Ricardo Villa, pela “Banda da Guarda Nacional Republicana”, visita à Câmara Municipal de Lisboa, festas no Parque Mayer, etc.

“Banda Municipal de Madrid” actuando no Parque das Laranjeiras

No penúltimo dia, dia 16 de Julho teve lugar a cerimónia da "Benção dos Automóveis", patrocionada por S. Cristovão, padroeiro dos automobilistas. Presidiu à cerimónia o Bispo de Trajanopolis, a que se seguiu um cortejo automóvel, entre a Rotunda e os Restauradores.

“Benção dos Automóveis”. «Rolls-Royce» da direcção do “Automóvel Club de Portugal”  e propriedade de Raúl Lino

 

Desfile de automóveis na Avenida da Liberdade

 

No último dia da "Semana dos Hospitais", dia 17 de Julho teve lugar o "Cortejo Alegórico das Províncias".

                                   Carro do Exército                                                                 Carro dos Bombeiros

 

                                    Carro da Guarda                                                                     Carro de Évora  

 

                                    Carro de Viseu                                                                         Carro de Leiria

 

A propósito deste evento, lembro que foram efectuados os seguintes três documentários mudos, em fita de 35 m/m:

“A Batalha das Flores”
Produção: Raúl Lopes Freire
Estreia: Salão Central em 20-07-1927

“A Benção dos Automóveis”
Produção: Raúl Lopes Freire
Estreia: Salão Central em 20-07-1927

“A Semana dos Hospitais em Lisboa”
Produção: Raúl Lopes Freire
Estreia: Salão Central em 10-08-1927

Presumível equipe de filmagem, no cortejo automóvel da “Benção dos Automóveis”

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Hemeroteca Digital de Lisboa

4 comentários:

Ricardo Moreira disse...

Sabe se o tal novo hospital de que fala no início do texto chegou a ser construído e se sim, de que hospital se tratava?

José Leite disse...

Caro Ricardo Moreira

Pois! ...
Isso também eu gostava de saber.

Cumprimentos

José Leite

Ricardo Moreira disse...

Seria a Alfredo da Costa? Em termos de datas é plausível.

José Leite disse...

Caro Ricardo Moreira

A Maternidade Alfredo da Costa, inaugurada em 1932, não me parece, pois como poderá ler no artigo que publiquei acerca da mesma está lá a história de como foi conseguida a verba para a sua construção.

Cumprimentos

José Leite