20 de julho de 2012

José Hermano Saraiva (1919-2012)

Ao assistir às notícias televisivas da hora de almoço, tive a triste notícia da morte do professor doutor José Hermano Saraiva, que foi para mim e para muitos portugueses, o maior comunicador de cultura e história do nosso país contemporâneo.

                                                     José Hermano Saraiva

Pertenceu a um grupo muitíssimo restrito de personalidades que conseguiu, ser igualmente admirado no regime do Estado Novo, no qual foi Ministro da Educação (1968-1970) e embaixador de Portugal no Brasil (1972-1974), e no pós 25 de Abril de 1974.

O professor José Hermano Saraiva, um grande contador de histórias da história de Portugal, ficará para sempre na memória da cultura portuguesa.

Diz o ditado português «Ninguém é insubstituível !» mas que existem pessoas muito difíceis de substituir, se não praticamente insubstituíveis, é uma realidade cada vez mais certa.

Hoje, chegou o seu momento como referiu numa das últimas entrevistas televisivas : «ao adormecer, não penso em nada, nada!… só aguardo a hora de me evadir deste mundo … e de sonhar …»

5 comentários:

Luis Miguel Inês disse...

Um grande homem com quem tive o prazer de me cruzar num dia em Setúbal...que descanse em paz.

CR 35 disse...

Gostava da maneira como conseguia transmitir a história de Portugal sem ser maçadora.Obrigado

Bic Laranja disse...

Uma perda dolorosa para Portugal inteiro em todo o Mundo.
Cumpts.

José Leite disse...

Caros Luis Miguel Inês, CR 35, e Bic Laranja

Grato pelos vossos comentários e ao "Bic Laranja" uma continuação de boas férias.

Cumprimentos

José Leite

Anónimo disse...

Este grande homem e português incomodou alguns "convencidos" quando afirmou que nunca houve fascismo em Portugal.

Este homem formava e informava e não escondia a cara.