8 de maio de 2012

Exposição Pecuária Nacional em 1888

A “Exposição Industrial Portugueza Com Uma Secção Agricola” , foi inaugurada por Sua Majestade o Rei D. Luiz I  a 7 de Junho de 1888, na Avenida da Liberdade (construída entre 1879 e 1886), em Lisboa. Esta exposição, iniciativa da “Associação Industrial Portugueza”, reuniu 1.214 expositores de Portugal continental e ilhas.

Notícia da inauguração no jornal “Diario Illustrado”

«Alli poderão vêr que o trabalho nacional pode dar ao paiz tudo de que elle precise para viver e para gosar. As necessidades da vida, com todas as comodidades e até com luxo, podem ser satisfeitas pela indústria e pela agricultura portuguezas».

Palácio da “Exposição Industrial Portugueza Com Uma Secção Agricola”

Juntamente com esta exposição seria instalada a iluminação eléctrica de toda a Avenida da Liberdade. Foi instalada provisoriamente uma máquina termoeléctrica a vapor somente para esta exposição. Foi posteriormente instalada uma definitiva que passou a fornecer a energia eléctrica a toda a Avenida da Liberdade e aos teatros próximos desta incluindo o Teatro Nacional D. Maria II e aos prédios nas imediações que a solicitaram.

«A iluminação a luz electrica que segundo se diz se deve estender a toda a Avenida, ainda não passa do recinto da exposição; o resto da Avenida continua mergulhado nas trevas do gaz municipal, e isso concorre muitíssimo para o pouco effeito, que por enquanto faz á noite o palacio da exposição, que aliaz é bonito e elegante».

De seguida uma pequena mostra dos pavilhões da “Exposição Industrial Portugueza Com Uma Secção Agricola” , em gravuras publicadas na Revista “Occidente”.

Pavilhão da Imprensa ou das Artes Gráficas

Galeria Guilherme Stephens - “Companhia Preserverança”

Galeria Faria de Guimarães

Foi no pavilhão real que teve lugar a inauguração da “Exposição Pecuária Nacional” presidida pela família real, a que assistiram os ministros, o corpo diplomático, membros do parlamento e da câmara municipal, altos funcionários, imprensa e a comissão executiva que organizou o certame, esta presidida pelo Príncipe D. Carlos. 

Pavilhão Real no dia de inauguração, 7 de Junho de 1888

Entrada da “Exposição Pecuária Nacional”

Esta exposição foi o complemento da “Exposição Industrial Com Uma Secção Agrícola”, e seguiu-se a outra realizada em 1884 na Tapada da Ajuda.. Pela sua especialidade teve uma certa independência da Exposição Industrial, tendo a sua duração sido menor, atendendo à grande despesa que fazia com a alimentação diária dos animais, e grande parte deles não poderem ali permanecer por razões de saúde e sanitárias.

 

            

 

Esta Exposição foi instalada a norte da Avenida da Liberdade e nos terrenos de Valle de Pereiro - futuro “Parque Eduardo VII” - tendo sido construídas instalações diversas para abrigo dos cerca de dois mil animais «muito elegantes». O recinto desta exposição foi todo gradeado e foram abertos dois lagos um deles em frente ao Pavilhão Real.

A entrada neste recinto custava 100 réis. Os visitantes contavam com o restaurant de Valle de Pereiro defronte ao Pavilhão Real, e o “Chalet Tavares” ao mesmo tempo botequim e restaurante.

 

A “Exposição Pecuária Nacional” encerrou a 20 de Junho, com entrega de prémios pelo Rei D. Luiz I aos expositores premiados. O júri dividiu o concurso em cinco classes compostas pelo equídios, bovinos, ovinos, caprinos e suínos. Todas as classes foram premiadas com prémios pecuniários que totalizaram 3:754$000 réis. Foram também premiados o Príncipe D. Carlos e o Infante D. Augusto e a Casa Real.

 

No final do concurso houve corridas e saltos de cavalos, tanto por cavalos pertencentes à exposição como por outros que ali se deslocaram para esse fim. A “Exposição Industrial Portugueza Com Uma Secção Agricola”  prosseguiu até 30 de Setembro de 1888.

Gravuras e Fotos de Augusto Bobone in: Hemeroteca Digital, Biblioteca Nacional Digital

6 comentários:

APS disse...

Excelente trabalho, muito bem documentado e ilustrado.
"Exposição" quando ainda não existia o «PARQUE EDUARDO VII» no topo da «AV. DA LIBERDADE». Parabéns!
Um abraço
APS

José Leite disse...

Caro Agostinho

Grato pelas suas sempre amáveis palavras

Um abraço

José Leite

Laurus nobilis disse...

Por lapso, no seu início está o ano de 1988, quando deveria estar 1888. Até breve.Excelente artigo!

José Leite disse...

Laurus Nobilis

Grato pela sua correcção e pelas suas palavras

Cumprimentos

Anónimo disse...

Será possível referir qual a fonte para elaboração do texto?
Obrigado
A. Campos

José Leite disse...

Caro A. Campos

O texto foi baseado a partir de um artigo na revista "Occidente" disponibilizada pela Hemeroteca Digital.

Os meus cumprimentos

José Leite