28 de maio de 2010

O Túnel e a Estação do Rossio

O “Túnel do Rossio” permite a ligação ferroviária entre a Estação do Rossio e a vila de Sintra através da “Linha de Sintra”.

O túnel tem via dupla com 2613 m de comprimento e com um perfil abobadado de 8 m de largura por 6 m de altura até ao fecho da abóbada. O túnel tem um declive de aproximadamente 1%, descendo 24,26m desde a boca do túnel em Campolide.

A sua construção teve lugar no período 1887-1890. Esta obra do túnel e estação do Rossio, considerada a maior obra de engenharia portuguesa do século XIX, e que custou no seu conjunto a quantia de 730 mil Reis, teve o seu início a 21 de Maio de 1887 quando um operário começou a escavar do lado de Campolide, e outro na zona do Rossio. Encontraram-se na noite de 23 para 24 de Maio de 1888.

                                                   Construção do Túnel do Rossio, numa gravura de 1887

                                

                                                            Nesta foto o Túnel do lado de Campolide …

                                       

                                                     … e do lado da construção da Estação do Rossio

         

                                              

                                                             As locomotivas a vapor na Estação do Rossio

                                       

Em 8 de Abril de 1889 um comboio atravessa pela primeira vez o Túnel do Rossio. Esta  viagem demorou cerca de 27 minutos. As locomotivas a vapor, alimentadas a hulha, circulavam  a seis quilómetros/hora.

Inaugurado oficialmente pela Companhia Real dos Caminhos-de-ferro Portugueses a 11 de Junho de 1890. A viagem inaugural demorou cerca de 27 minutos. As locomotivas a vapor, alimentadas a hulha, circulavam  a seis quilómetros/hora. Os 200 000 m³ de terrenos escavados foram encaminhados para o aterro do Porto de Lisboa, então a ser construído entre o Cais do Sodré e Santos.

A Estação de Rossio teve início em 1886 .Foi autor do projecto o arquitecto José Luís Monteiro, por encomenda da Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses, tendo sido construída por uma empresa belga, e incluiu, além da construção da estação, a escavação do túnel ferroviário, a ligação rodoviária à Calçada do Carmo e a construção do Hotel  Avenida Palace.

Na foto seguinte do início do século XX, (1902-1905) podem-se observar além da Estação do Rossio, o Hotel Avenida Palace à sua esquerda, um dos primeiros eléctricos de Lisboa e à sua esquerda um “Americano” (carros em carris puxados por cavalos).

                                                                                 Estação do Rossio

                                

Foi inaugurada em 11 de Junho de 1890 , com o nome de Estação da Avenida. Esta estação apesar de se chamar do Rossio, encontra-se na Praça D. João da Câmara.                                                                                          

                                              Estação do Rossio.5

 

 

Apesar de durante muitos anos o Rossio ter sido a estação central de Lisboa, e estação terminal de comboios nacionais e internacionais, que a ela chegavam pelas Linha de Cintura e Linha do Oeste, não é a Estação ferroviária mais antiga de Lisboa. A mais antiga é a Estação de Santa Apolónia inaugurada em 1de Maio de 1865 construída no local onde existiu o Convento de Santa Apolónia.

                                                                                   Acidente em 1922

                                

                                    Emissão especial de selos comemorativos do 1º Centenário da Estação do Rossio

        

        

fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian, Hemeroteca Digital

Sem comentários: