18 de maio de 2010

As Primeiras Eleições Livres em 1975

Em 25 de Abril de 1975 tiveram lugar as primeiras eleições livres para a Assembleia Constituinte.

               A extinta revista Flama publicava um suplemento referente aos partidos concorrentes a estas eleições 

                                                  

                                                                 Boletim de voto nas eleições de 1975 

                                       

Uma breve história dos Partidos já desaparecidos após estas eleições:

UDP - União Democrática Popular - foi um partido da extrema-esquerda portuguesa, que se destacou pela sua ideologia maoísta e identificação com o regime estalinista da Albânia.
Formou-se em 16 de Dezembro de 1974, a partir de 3 grupos marxistas-leninistas-maoístas, o Comité de Apoio à Reconstrução do Partido Marxista-Leninista (CARP ML), surgido depois de 1974, os Comités Comunistas Revolucionários Marxistas-Leninistas (CCRML), criados em 1970 a partir de uma cisão do CM-LP e que se assumiam como seus verdadeiros sucessores, e a Unidade Revolucionária Marxista-Leninista (URML), surgida em 1971, e que teve uma breve aproximação aos trotskistas. Tem o seu I Congresso em 9 de Março de 1975. Elege um deputado para a Assembleia Constituinte em 25 de Abril de 1975, Américo Duarte, após Pulido Valente, um dos fundadores do CM-LP em 1964, ter sido barrado do cargo por ter visitado um preso político de então que fora seu amigo de infância e que por sinal era banqueiro.
Em 1976, nas eleições para a 1ª Assembleia Legislativa foi eleito como deputado Acácio Barreiros, um ex-estudante de engenharia que vinha dos CCRM-L e que mais tarde aderiria ao Partido Socialista de que viria também a ser deputado.
Deu origem mais tarde em 1999 em conjunto com o PSR e do Política XXI ao Bloco de Esquerda.

PUP - Partido de Unidade Popular - foi um partido político português, fundado em Dezembro de 1974. Era uma organização política de tendência maoista, que provinham da chamada Facção Mendes do PCP (m-l). Depois das eleições legislativas portuguesas de 1975 retoma a designação inicial de CM-LP. Em 1976, com o ORPC (M-L) e com a OCMLP fundem-se no Partido Comunista Português (Reconstruído) e o partido extinguiu-se.

MES - Movimento de Esquerda Socialista - surgiu imediatamente a seguir à Revolução do 25 de Abril de 1974. A criação do MES resultou da articulação política de sindicalistas, militantes do catolicismo progressista, intelectuais de diversos sectores e de quadros dos associativismo académico, alguns dos quais vinham assumindo posições conjuntas em documentos e acções de agitação política no período anterior à Revolução. Muitos dos primeiros militantes do MES tinham-se envolvido nas lutas oposicionistas contra a ditadura, com destaque para o movimento que, em 1969, concorreu às "eleições" para a Assembleia Nacional, sob a sigla da "Comissão Democrática Eleitoral" (CDE).
A formação do MES foi anunciada pela "Declaração do Movimento de Esquerda Socialista - M.E.S”, subscrita por Agostinho Roseta, Augusto Mateus, Jerónimo Franco, Jorge Sampaio, Marcolino Abrantes, Paulo Bárcia, Rogério de Jesus, António Machado, Luís Filipe Fazendeiro, Luís Manuel Espadaneiro, Carlos Pratas, José Galamba de Oliveira, Joaquim Mestre, José Manuel Galvão Teles, Eduardo Ferro Rodrigues, Nuno Teotónio Pereira e César de Oliveira.
Foi dissolvido em Novembro de 1981.

MDP/CDE - Movimento Democrático Português / Comissão Democrática Eleitoral - foi uma das mais importantes organizações políticas da Oposição Democrática ao regime do Estado Novo em Portugal, antes do 25 de Abril. Foi fundado em 1969, actuando através de comissões democráticas eleitorais, para concorrer às eleições legislativas.
Em 1973 participou no Congresso Democrático de Aveiro. (ver post neste blogue de 10/05/2010).
Depois do 25 de Abril constitui-se como partido político, fazendo parte de todos os Governos Provisórios, com excepção do VI. Concorreu à eleição para a Assembleia Constituinte de 1975 sozinho, e a partir de 1976 em aliança com o PCP, integrando a APU. Em 1987, em dissidência com o PCP, já não participou na coligação eleitoral CDU, acabou por dar lugar ao movimento Política XXI que veio a integrar o Bloco de Esquerda.

LCI - Liga Comunista Internacionalista - foi um partido português fundado em 1973. Considera-se como secção portuguesa da IV Internacional, de cariz trotskysta.
Está na génese do Partido Socialista Revolucionário (PSR). Este em 1999 integraria com a UDP e o Política XXI o Bloco de Esquerda.

FEC (M-L)- Frente Eleitoral de Comunistas (Marxista-Leninista) - foi fundada em 1974. A sua linha política defendia o combate ao imperialismo norte-americano e ao social imperialismo Soviético.
Em 1976 altera a sua designação e sigla para Organização Comunista Marxista Leninista Portuguesa, (OCMLP), e ainda nesse ano, une-se ao CMLP e à ORPC(ML) e fundam o PCP(R).

FSP - Frente Socialista Popular - é herdeira do Movimento Socialista Popular de Manuel Serra, integrada como grupo autónomo do PS, até Dezembro de 1974 e transformada em partido em 1975.  

                                                                         Resultados destas Eleições 

                                      
 

                         Alguns cartazes de propaganda política de todos estes partidos, por ordem dos resultados 
 
                

                

                

                

Sem comentários: